Publicações · Destaque

UNIVERSIDADE DE COIMBRA APOSTA NA INVESTIGAÇÃO PARA TORNAR MEDRONHEIRO MAIS PRODUTIVO

Nos últimos anos, a Universidade de Coimbra, através do Centro de Ecologia Funcional e da Associação UC InProPlant tem desenvolvido uma intensa atividade de investigação com o objetivo de tornar o medronheiro uma espécie mais interessante em termos de produção. Ver mais em: http://agrotec.pt/universidade-de-coimbra-aposta-na-investigacao-para-tornar-medronheiro-mais-produtivo/

POTENCIAL DA FLOR DO CARDO: DA SUA BIODIVERSIDADE À APTIDÃO TECNOLÓGICA
  26 Set

O uso de extrato de cardo é obrigatório em alguns dos queijos portugueses de ovelha com Denominação de Origem Protegida (DOP). Apesar deste elevado potencial e subsequente interesse económico na fileira da produção de queijo, o efeito da variabilidade da flor permanece pouco estudado. O presente workshop dirigido principalmente ao sector produtivo tem por objetivo apresentar e discutir resultados relativos à utilização da flor do cardo; à correta preservação da flor e das suas propriedades, entre outros aspetos tecnológicos, que podem ser maximizados. Programa: 14H30 – RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES 15H00 – APRESENTAÇÃO GERAL DO PROJETO VALBIOTECCYNARA- Valorização económica do cardo (Cynara cardunculus) variabilidade natural e suas aplicações biotecnológicas Fátima Duarte |CEBAL/ICAAM| 15H15 – A DIVERSIDADE MORFOLÓGICA do CARDO no ALENTEJO Carla Pinto-Cruz e Eliana Machado |ICAAM, U. Évora| 15H30 – A CONSERVAÇÃO da FLOR do CARDO Patricia Lage |IPBeja| 15H35 – APTIDÃO TECNOLÓGICA do CARDO: - Propriedades tecnológicas e diversidade da flor de cardo do Alentejo Pedro Louro |INIAV| - O exemplo para a produção de queijo DOP de Évora e Serpa Cristina Pinheiro |ICAAM, U. Évora | Nuno Alvarenga |INIAV| João Dias |IPBeja| 16H30 – DISCUSSÃO 16H45 – PROVA de QUEIJOS PRODUZIDOS no ÂMBITO do PROJETO VALBIOTECCYNARA Participação gratuita mediante inscrição: https://goo.gl/forms/ZBmeWBd9xmIZhGc52

Mestrado - Tecnologias em Agricultura de Precisão - UÉvora - FCT/UNL - Portugal

Abertura da 1ª edição do Mestrado em Tecnologias em Agricultura de Precisão - Universidade de Évora e Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNL - Portugal http://www.agrotec.pt/noticias/novo-mestrado-em-agricultura-de-precisao-na-universidade-de-evora/

Lançado Curso Online de Adaptação às Mudanças Climáticas

Foi lançado em Moçambique um Curso Online de Adaptação às Mudanças Climáticas & Redução do Risco de Desastres e o respetivo manual. Trata-se de um curso que resulta de uma iniciativa do programa da USAID de Adaptação das Cidades Costeiras de Moçambique em parceria com a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e a Academia de Ciências de Moçambique (ACM). A iniciativa surge pelo facto de, em Moçambique, serem cada vez mais presentes os impactos negativos associados aos fenómenos climáticos, desde a destruição de infraestruturas e as perdas agrarias, aos impactos negativos sobre a saúde e a qualidade de vida das populações. Segundo a Vice-Ministra da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Leda Hugo, a implementação deste curso online e respetivo manual pretendem “alargar a base e aumentar a facilidade de acesso ao conhecimento sobre as medidas de adaptação as mudanças climáticas e de redução de risco de desastres ao nível nacional”, bem como “aumentar a capacidade e as habilidades de resposta dos atores do governo e dos seus parceiros, aos impactos das mudanças climáticas e outros fenómenos relacionados” Na ocasião do lançamento do curso, a dirigente explicou que a gestão do mesmo será feita através do Centro de Gestão de Conhecimento da Academia de Ciências de Moçambique (ACM), em colaboração com as entidades já existentes e os seus respetivos parceiros. O Governo de Moçambique, através do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), e instituições agregadas, tem vindo a implementar varias ações estruturantes com vista a mitigar os efeitos das mudanças climáticas na vida dos moçambicanos. Enumeram-se: a Estratégia Nacional de Adaptação e Mitigação das Mudanças Climáticas (2013-2025), a Lei de Gestão das Calamidades (Lei no. 15/2014, de 20 de Junho) e, muito recentemente, o Plano Diretor de Redução do Risco de Desastres (2017 -2030). Por fim, importa referir que Moçambique tem já retificado o Acordo de Paris, adotado pela Convenção Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas, com o objetivo central de fortalecer a resposta global às ameaças das mudanças climáticas, e reforçar a capacidade dos países para lidar com os impactos decorrentes dessas mudanças. Fonte: http://www.mctestp.gov.mz/?q=content/lan%C3%A7ado-o-curso-online-de-adapta%C3%A7%C3%A3o-%C3%A0s-mudan%C3%A7as-clim%C3%A1ticas

Universidade Eduardo Mondlane e Bayer desenvolvem promissora metodologia de combate à Lagarta do Funil do Milho

A Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal da Universidade Eduardo Mondlane (FAEF - UEM) tem vindo a desenvolver, em parceria com a Bayer, uma metodologia que pode vir a ser solução para o problema da Lagarta do Funil de Milho. Sendo o milho a cultura alimentar mais importante na região, e simultaneamente a mais afetada pela lagarta (apesar de outras culturas como a mapira e o trigo também serem atacadas), constitui logicamente a principal preocupação. Estudos indicam que na época passada (a primeira em que a praga eclodiu) houve perda de 27% da produção do milho, em todo o país, num universo de 2.500 hectares, fixando os prejuízos financeiros em 53 milhões de dólares e 14 mil pessoas afetadas. Trata-se de uma espécie de lagarta invasora originária da América do Sul que foi diagnosticada pela primeira vez no continente africano, concretamente na Nigéria, em Janeiro de 2016. Após ter sido detetada em países como a Zâmbia, o Zimbábwé, a África do Sul, o Malawi, o Botswana, a Suazilândia e a Tanzânia, foi confirmada a sua presença em Moçambique, em 2017, nas províncias de Maputo, Gaza, Manica, Tete, Niassa e Zambézia. Neste momento, muitos inseticidas estão a ser usados no país para fazer face à esta praga, mas sem sucesso. Na Estação Agrária de Chókwè, em Gaza, o investigador e docente Domingos Cugala testou a eficácia de dois pesticidas: um denominado Belt e o outro uma mistura entre Belt e Bulldock, e demonstrou que podem ter poder controlar a praga. O pesticida Belt já está registado, é tido como ecologicamente viável, e pode ser adquirido no mercado, porém o seu preço é elevado - pode custar até 18 mil meticais (aproximadamente 235 euros) por litro. A alternativa que está a ser equacionada é a redução da dose do Belt, para o combinar com a Bulldock, como forma de se reduzirem os custos. Este é o primeiro ensaio que se faz no país, depois de a praga ter eclodido pela primeira vez na passada época agrícola. As experiências estão agora a decorrer não só em Chókwè, mas também em Maputo, na FAEF - UEM, havendo intenção de expandir posteriormente os ensaios para as restantes províncias. Decorrem negociações com a Estação Agrária de Chókwè para se repetir a experiência na época seca, pois as manifestações deste inseto são variáveis de acordo com a estação do ano. A propagação acontece das borboletas, que espalham ovos nas folhas das plantas. Cada ovo tem a capacidade de produzir cerca de 300 lagartas, que se espalham imediatamente pelas plantas. Os pesticidas testados têm ação estomacal sobre a lagarta, provocando-lhe congestão ou perda de apetite, até que enfraquece e acaba por morrer de fome. Os estudos ainda carecem de informação mais autêntica em relação aos índices de eficácia. Para o caso de Chókwè, os investigadores esperam obter resultados dentro de cinco meses. Fontes: http://www.fao.org/mozambique/news/detail/pt/c/882235/ http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/destaque/76784-lagarta-do-funil-de-milho-antidoto-pode-estar-proximo.html Fonte da imagem: http://www.pioneersementes.com.br/blog/125/suscetibilidade-do-milho-ao-ataque-da-lagarta-do-cartucho

Cooperação entre Portugal e Moçambique na defesa do Ambiente

Portugal aumentou de 1,8 para 2,5 milhões de euros o montante para cooperação ambiental com os países de língua portuguesa em 2018. Destes, 660 mil euros serão para Moçambique (um aumento de 25% face aos 525 mil do ano 2017). O acordo bilateral foi assinado a 26 de fevereiro entre João Fernandes, ministro português do Ambiente, e Celso Correia, ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique. O montante de 660 mil euros deverá ser aplicado no financiamento de quatro projetos de parceria, nomeadamente programas de adaptação às alterações climáticas e projetos de apoio à situação de emergência da seca e da ausência de água para consumo humano na região de Maputo (em trabalho conjunto com o Ministério das Obras Públicas). 2017 foi o primeiro ano de funcionamento do Fundo Ambiental. Os países desenvolvidos comprometeram-se a ajudar os menos desenvolvidos a concretizar projetos com vista a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e de adaptação aos efeitos das alterações climáticas, tanto através de financiamento, como de transferência de tecnologia. No caso de Portugal, o compromisso é alocar 10 milhões de euros até 2020 para os países de língua portuguesa, com exceção do Brasil, ou seja, os africanos Angola, Cabo Verde, Guiné, Moçambique e São Tomé, assim como Timor Leste e ainda um país que não é dos PALOP: a Tunísia. Fontes: http://observador.pt/2018/02/24/portugal-aumenta-cooperacao-ambiental-com-paises-de-lingua-portuguesa/ http://www.mitader.gov.mz/press/ministro-do-ambiente-de-portugal-visita-a-mocambique-e-tem-um-encontro-bilateral-com-o-ministro-da-terra-ambiente-e-desenvolvimento-rural/

Os novos eixos da Cooperação FAO - Cabo Verde 2018-2022

O novo “Quadro de Programação do País” da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) em Cabo Verde orientará os próximos 4 anos de cooperação e foi assinado entre o Ministro da Agricultura e do Meio Ambiente, Gilberto Silva, e o representante da FAO em Cabo Verde, Rémi Nono Womdim. Os eixos da nova cooperação têm como prioridades: a melhoria da governança da segurança alimentar e nutricional, os rendimentos da população, a gestão sustentável e participativa dos recursos naturais, a adaptação às mudanças climáticas e ao risco de desastres naturais. O Programa resume o que país pretende alcançar nos próximos anos e confirma a importância do alinhamento com os documentos estratégicos globais para o desenvolvimento. Para mais informações: http://www.fao.org/cabo-verde/actualites/detail-events/en/c/1096524/

Projecto CDAIS realiza workshop de desenvolvimento de competências no Huambo

No passado dia 21 de Fevereiro, realizou-se na Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade José Eduardo dos Santos, no Huambo, o segundo módulo de desenvolvimento de competências do projecto CDAIS - Capacity Development for Agricultural Innovation Systems. O workshop contou com a presença de 34 participantes, incluindo os Facilitadores Nacionais de Inovação, a Gestora Nacional do Projecto, o Ponto Focal da Agrinatura, actores das três parcerias (Arroz, Sementes e Empreendedorismo Rural) e uma equipa da INOVISA, associação portuguesa responsável pelo planeamento do desenvolvimento de competências. O evento foi dirigido às parcerias que fazem parte do projecto em Angola e foi desenhado com base em necessidades identificadas em cada uma delas. Da parte da manhã, cada uma das parcerias debateu as acções do plano de acção que realizou e aquelas que não realizou, e reformulou a tela do modelo de negócio que tinha elaborado no workshop anterior. Da parte da tarde, as parcerias definiram novas actividades a realizar no prazo e 3 meses e tiveram uma pequena formação em como comunicar um projecto a financiadores e como elaborar uma apresentação powerpoint. Para mais informações sobre o projecto consultar: http://cdais.net/home/

Concurso "Tree of the Year" 2018 - vote no Sobreiro Português

Encontra-se a decorrer a 8.ª edição do concurso europeu “Tree of the Year" que conta pela primeira vez com uma árvore portuguesa, um Sobreiro que é a Árvore Nacional de Portugal. 13 países participam este ano na 8ª edição do concurso europeu Tree of the Year. Durante o mês de fevereiro, todos podem escolher a sua árvore preferida através de um sistema de votação on-line em https://www.treeoftheyear.org. O Tree of the Year realça a ligação emocional que as pessoas e as próprias comunidades mantêm com as árvores, bem como a sua importância para o património natural e cultural da Europa. Entre as histórias partilhadas este ano, destaca-se a árvore portuguesa, o Sobreiro Assobiador, o maior sobreiro de Portugal. Vote no Sobreiro Assobiador em: https://www.treeoftheyear.org/Portugal Os vencedores serão homenageados na Cerimónia de Entrega de Prémios, a 21 de março, organizada pelo eurodeputado Pavel POC, no Parlamento Europeu em Bruxelas. A UNAC foi o parceiro escolhido para organizar o concurso a nível nacional.

Congresso de Horticultura na Guiné-Bissau
  17 Mar

O Congresso de Horticultura na Guiné-Bissau "O futuro nas nossas mãos" decorrerá em Bissau, organizado no âmbito do projeto "Kópóti pa cudji nô futuro" implementado pela ONG VIDA, em parceria com a Direção Geral de Agricultura, Instituto Nacional de Pesquisa Agrária, Direção Regional de Agricultura de Cacheu e Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, com o financiamento da União Europeia e do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua. O Congresso de Horticultura da Guiné-Bissau pretende afirmar-se como evento técnico-científico de referência nacional e internacional, nomeadamente em países vizinhos, para o intercâmbio de experiência das melhores práticas em produção hortícola, mercados, investigação e sustentabilidade ambiental. Abertas as apresentações de resumos para comunicação em poster. Mais informação aqui: http://bit.ly/2AjIuNy

II Simpósio Internacional de Agronegócio da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (II SIIAGR-CPLP)

As edições do simpósio Internacional do Agronegócio da Comunidade dos Países de Língua Oficial portuguesa (SIIAGR-CPLP) tem (e terão) como objetivo reforçar as discussões, as trocas de experiências e conhecimentos entre pesquisadores, estudantes, instituições, organizações internacionais, governos e sociedade civil organizada, envolvida com questões relacionada ao agronegócio dos países membros da referida comunidade. Assim, procurar destacar e valorizar discussões em forma de painel, minicursos, encontros paralelos entre membros governamentais, pesquisadores e instituições dos países membros, representa uma oportunidade de conhecer o estágio de desenvolvimento do agronegócio desses países, assim como potencializar futuras políticas de cooperação agrícola, formação de técnicos e tecnológicos, convênio institucional, intensificação diplomáticas, intercâmbios setoriais, mobilidade internacional entre os países e, por fim, o fortalecimento da CPLP com um espaço possível para o desenvolvimento econômico, social e institucional entre os países membros. Essa é uma oportunidade inovadora que se apresenta para entre os países de língua portuguesa. Saiba mais sobre o II SIIAGR-CPLP! Tema: Agricultura Familiar e Desenvolvimento Local Site: www.agronegocio-cplp.com.br Data: 09 a 12 de Outubro de 2017 Local: Campus do ISPM, Chimoio, Província de Manica, em Moçambique

AgDevCo investe 1,5M US $ em plantação moçambicana de banana

A AgDevCo juntou-se à Nika, um grupo de investidores moçambicanos experientes, para reabilitar uma plantação de banana com a intenção de aumentar a área e os rendimentos. A produção será vendida no mercado local e exportada para a África do Sul. A AgDevCo financiará despesas de capital, incluindo irrigação, e custos operacionais relacionados com o plano de desenvolvimento. Este investimento irá contribui construir uma das únicas produções de bananas gerida por moçambicanos no país. A Nika tem planos para criar mais agronegócios e para promover investimentos locais no sector. Fonte: http://www.agdevco.com/news/50/30/AgDevCo-invests-in-a-rehabilitated-Mozambican-owned-banana-plantation-with-1.5m.html

Concurso de Ideias e Programa de Pré-Aceleração de Projetos de Negócio BIOTECH -- 2ª Edição --
  30 Jun

Está aberta a 2ª Edição do Concurso de Ideias e Programa de Pré-Aceleração de Projetos de Negócio BIOTECH_agrifood Innovation, organizado pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa (www.esb.ucp.pt/biotech) e orientado para a valorização de resultados de investigação. O objetivo do Concurso é selecionar Ideias associadas a planos e projetos de investigação, e apoiar a sua transformação em Projetos de Negócio, premiando os que sejam considerados como “+ inovadores” e com “+potencial”, conforme avaliados pelo Júri, com um prémio monetário de 2.000 euros. A ESB/UCP contará com um conjunto de parceiros empresariais para a execução do Concurso e Programa. Esclarecimentos: Eduardo Cardoso Email: ecardoso@porto.ucp.pt

A Universidade Católica do Porto premiou dois projetos inovadores no Concurso Biotech_agrifood Innovation

A Escola Superior de Biotecnologia (ESB) da Universidade Católica – Porto premiou dois projetos inovadores na área agroalimentar, no contexto da primeira edição do concurso Biotech_agrifood Innovation. Miguel Ramos e Norton Komora, ambos investigadores na ESB, foram os vencedores dos prémios +Potencial e +Inovação, respetivamente, destacando-se do grupo de sete equipas admitidas ao programa “Ideias para Projetos de Negócio”, cujo objetivo era contribuir para a valorização de resultados de investigação no setor agroalimentar. Miguel Ramos apresentou o projeto “MycoBranches”, uma tecnologia de produção de biomateriais que consiste na agregação de subprodutos das indústrias agroalimentares, através da ação de fungos. O resultado é um novo conceito de palete, mais amiga do ambiente, com elevada resistência à humidade e ao fogo e sem incremento de custo, entre inúmeras outras aplicações. Já Norton Komora revelou a “Bio-Cold Pasteurization”, uma tecnologia inovadora de conservação de alimentos sem recurso a tratamento térmico, que preserva a microbiota natural e as propriedades bioquímicas e organoléticas dos alimentos, representando uma opção de processamento mais sustentável. O objetivo é a produção de alimentos mais frescos e saudáveis – que sejam benignos, tanto para a saúde como para o ambiente. A segunda edição do concurso Biotech_agrifood Innovation decorre de outubro de 2017 a janeiro de 2018 e a submissão de ideias termina no dia 25 de setembro. Saiba mais em: http://www.esb.ucp.pt/biotech. Fonte: http://portal.i9magazine.pt/concurso-biotech_agrifood-innovation-da-catolica-porto/

Atelier de Inovação dos Cereais | 13 Julho, Benavente e Salvaterra de Magos
  13 Jul

O Crédito Agrícola e a INOVISA estão a organizar, com o apoio da Rede Rural Nacional, os Ateliers de Inovação. O próximo Atelier de Inovação é dedicado à fileira dos cereais e tem lugar dia 13 de julho, no Cine-teatro de Benavente e na Cotarroz em Salvaterra de Magos. Este workshop é organizado em parceria com a COTARROZ, a ANPOC, a ANPROMIS e o Centro de Competências do Milho e do Sorgo. Poderá consultar o programa do Atelier de Inovação dos Cereais em anexo. Se está ou esteve envolvido em projetos de inovação, saiba mais sobre estas iniciativas e inscreva-se, a si e à sua equipa de projeto, em www.ateliersinovacao.pt.

Agri Innovation Summit 2017
  11 Out

O AIS 2017 pretende dar um espaço de debate sobre inovação e digitização nas áreas agrícola e rural, agora e depois de 2020. Esta é a primeira edição e decorrerá em Lisboa, juntando cerca de 500 atores do setor. Esta é uma iniciativa dum consórcio Português (do qual a INOVISA faz parte), do Governo Português, da rede PEI-AGRI e da European Network for Rural Development. O número de lugares disponíveis é limitado. Em caso de interesse, tem até 12 de maio para preencher o formulário online. Mais informações em: http://www.aislisbon2017.com/

1º Congresso Luso-Brasileiro de Horticultura
  01 Nov

http://clbhort2017.com/ I Congresso Luso-Brasileiro de Horticultura (CLBHort 2017), que decorrerá em Lisboa, de 1 a 4 de Novembro de 2017, é uma organização da Associação Portuguesa de Horticultura (APH) em parceria com a Associação Brasileira de Horticultura e outras instituições relevantes  Portuguesas e Brasileiras. O CLBHort 2017 tem apoio de empresas públicas e privadas ligadas a ambos países. O CLBHort 2017 tem como tema a “Inovação ao Serviço dos Negócios” e será um fórum aberto a investigadores, técnicos e empresários dos diferentes ramos da Horticultura (entendida em sentido lato), a trabalhar em todos os outros países de língua oficial portuguesa (CPLP). O Congresso aposta na ligação entre a pesquisa e a inovação, que é o motor do desenvolvimento na Nova Horticultura, criadora de valor, baseada no conhecimento e na sustentabilidade, em que a competitividade depende cada vez mais da capacidade de inovação. Para isso contamos com o envolvimento de investigadores e parceiros empresariais envolvidos na organização deste evento, com o objetivo de criar uma plataforma de translação do conhecimento voltada para os seus utilizadores e para a fileira em geral. Espera-se que o CLBHort 2017 seja o início de um ciclo de encontros dedicados à cooperação técnico-científica entre empresários e cientistas de língua portuguesa, utilizando as novas tecnologias de informação, com o objetivo de melhorar o desempenho da indústria hortícola dos nossos países e aumentar a sua competitividade a nível internacional.

Atelier de Inovação | Atelier Hortofruticultura
  09 Mai

No dia 9 de maio acontecerá o 1º Atelier de Inovação, que terá lugar na Cooperativa Agrícola de Alcobaça. Dedicado à hortofruticultura, é organizado em parceria com o COTHN – Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional, a Portugal Fresh e o Centro de Competências de Hortofruticultura e do Tomate. Saiba mais e inscreva-se em: https://ateliersinovacao.pt/hortofruticultura/

SESSÃO DE BROKERAGE TECNOLÓGICO "TECNOLOGIA DE MEMBRANAS: A REALIDADE DE PRODUÇÃO DOS VINHOS – Um Caso de Sucesso"
  28 Abr

O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar (CEBAL), no âmbito do seu projeto de transferência de tecnologia, TeCMeM – TeCnologia de Membranas em Movimento, volta a dinamizar o conhecimento científico e tecnológico, no que se refere a tecnologia de separação por membrana, através da realização de uma SESSÃO DE BROKERAGE TECNOLÓGICO e um SEMINÁRIO. SESSÃO DE BROKERAGE TECNOLÓGICO "TECNOLOGIA DE MEMBRANAS: A REALIDADE DE PRODUÇÃO DOS VINHOS – Um Caso de Sucesso" 28 de abril de 2017, 15h30, Adega Monte da Capela – PIAS A sessão de Brokerage Tecnológico pretende dar a conhecer empresas vitivinícolas onde a tecnologia dos processos de separação por membranas já se encontra firmemente implementada, surgindo assim como a demonstração de casos de sucesso na utilização da Tecnologia. A visita é gratuita, mas as inscrições são limitadas. Reserve já o seu lugar através do formulário https://goo.gl/forms/NrdbH6Zwuo8FC5Sg1 ou pelo e-mail tecmem@cebal.pt Teremos transporte para o local: Partida CEBAL/ IPBeja: 14h30  Chegada CEBAL/ IPBeja: 18h30 Será uma grande oportunidade para vivenciar uma Experiência Tecnológica de Sucesso no Alentejo!

Ateliers de Inovação – INOVISA e Crédito Agrícola organizam workshops gratuitos para apoiar projetos de inovação

A INOVISA e o Crédito Agrícola organizam em 2017, 4 workshops gratuitos – os Ateliers de Inovação. Orientados para fileiras estratégicas, estes workshops têm por objetivo promover e valorizar a inovação nas fileiras dos CEREAIS, HORTOFRUTICULTURA, FLORESTA e PRODUÇÃO ANIMAL. Numa altura de consolidação dos Grupos Operacionais, estes workshops destinam-se a apoiar projetos de Inovação no sector agrícola, desenvolvidos em cooperação por entidades de diferentes naturezas. O próximo atelier é já no dia 9 de maio, e terá lugar na Cooperativa Agrícola de Alcobaça. Dedicado à hortofruticultura, é organizado em parceria com o COTHN – Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional, a Portugal Fresh e os Centros de Competências de Hortofruticultura e do Tomate. Saiba mais e inscreva-se nos Ateliers de Inovação em: www.ateliersinovacao.pt