Publicações · Destaque

INOVISA participou em Workshop na UniCV - Investigação para a Inovação no sector Agroalimentar

Na passada quarta-feira, dia 18 de Maio, a INOVISA esteve presente no workshop "Investigação para a Inovação no Sector Agroalimentar" realizado na Universidade de Cabo Verde. A cerimónia de abertura foi realizada pela Dra. Sónia Silva, Pró-Reitora para a Pós-Graduação e Investigação da UniCV, que sublinhou a necessidade de investir e apostar numa investigação integrada e direcionada para a inovação. Durante o workshop, a INOVISA apresentou as suas áreas de trabalho e a forma como tem promovido a transferência de conhecimento e tecnologia, dando especial enfoque ao Projeto SKAN. Foram também apresentados alguns trabalhos de investigação que têm vindo a ser desenvolvidos pela UniCV, nomeadamente o Projeto do Queijo Coalho, apresentado pelo Prof. António Gomes e diversos Projetos da Escola de Ciências Agrárias e Ambientais, apresentados pelo Prof. Arlindo Fortes. A Engª Regla Hernandez apresentou ainda os projetos de investigação que estão a ser desenvolvidos pelo INIDA. Após as apresentações, discutiu-se a importância que tem para as instituições de investigação a integração em Redes e o contacto com os diversos atores do sector agroalimentar, de forma a permitir um maior fluxo de informação entre a investigação e o mundo empresarial. A sessão de encerramento foi realizada pela Pró-Reitora para Pós-Graduação e Investigação, que lançou o desafio aos presentes de organizar um evento onde se possam apresentar os Projetos de Investigação desenvolvidos em Cabo Verde às empresas.

Workshop sobre a importância da participação de Moçambique no Sistema Global de Informação sobre Biodiversidade
  26 Mai

No próximo dia 26 de Maio realizar-se-á na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Maputo, o workshop “Importância da Participação de Moçambique no Sistema Global de Informação Sobre Biodiversidade (GBIF)”, co-organizado pela UEM e pelo Nó português do GBIF. Este decorrerá no Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências da UEM, e conta com ainda com o apoio do GBIF e do centro de investigação CiBIO/InBio. Este evento enquadra-se no projecto de capacitação GBIF PALOP desenvolvido pelo GBIF Portugal com o apoio do GBIF. O workshop tem como objetivos: - Apresentar o GBIF, dando a conhecer a sua infraestrutura, como aceder e utilizar informação e como participar através da publicação de dados de biodiversidade; - Identificar os benefícios da participação de Moçambique no GBIF; - Debater a constituição do nó Moçambicano da GBIF, de projectos geradores de informação sobre biodiversidade, com base na participação das instituições locais. Fonte: https://www.gbif.pt/node/333 Mais informações: http://www.gbif.org/event/82653

Quantidade de meios influencia pouco o resultado do combate a grandes incêndios

A conclusão resulta de um estudo coordenado pelo especialista Paulo Fernandes que defende um melhor aproveitamento das oportunidades de controlo do fogo para maior eficácia no combate. Um grupo de investigadores do Centro Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB) da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e do INESC-Tec da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto analisaram os efeitos que a quantidade de meios humanos e materiais têm na propagação de grandes incêndios (acima de 2500 hectares) ocorridos em Portugal entre 2003 e 2013. “Concluímos que a quantidade de meios tem influência na diminuição da rapidez da expansão do incêndio, mas não reduz o seu tempo de duração”, afirma o especialista Paulo Fernandes do CITAB/UTAD. O estudo realizado no âmbito do projeto FIRE ENGINE (Programa MIT Portugal) analisou dados oficiais de incêndios ocorridos em Portugal Continental, num período de 10 anos, incluindo dados sobre a vegetação e meteorologia, tendo em conta indicadores como a duração, dimensão e velocidade de expansão do incêndio. Este primeiro estudo do género realizado na Europa foi recentemente publicado no prestigiado European Journal of Forest Research e mostra que limitar a área ardida e os prejuízos associados aos grandes incêndios “requerem melhorias operacionais e de organização para minimizar a duração dos incêndios”. A área ardida é determinada em 2/3 por fatores naturais, determinantes no comportamento do fogo, e cuja variação oferece oportunidades de controlo dos incêndios. “A estratégia de combate a incêndios descura as oportunidades de controlo associadas a mudanças na meteorologia, topografia e vegetação e não dá suficiente atenção às operações de rescaldo, o que prolonga a duração dos grandes incêndios”, frisa o coordenador do estudo. É sabido que os grandes incêndios têm enormes impactos socioeconómicos e ambientais. Não sendo aproveitadas as oportunidades de controlo, o “impacto das operações de combate é baixo, quer no resultado dos esforços quer no retorno do investimento, independentemente dos meios empregues”, acrescenta o investigador. Em causa está o impacto do investimento do Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Por isso os autores do estudo defendem que “uma mais efetiva identificação e aproveitamento das oportunidades de controlo do fogo é preferível ao despacho massivo de meios de combate para o teatro de operações”. E deixam um alerta “o investimento deve ser direcionado para o conhecimento e formação dos agentes, não apenas para a expansão da força de combate”. Para mais informações contactar: Rosa Rebelo | Assessoria de Comunicação | UTAD 259 350 160 | 932 148 809 | rorebelo@utad.pt

The IntensAfrica Initiative and the HLPD Roadmap - Workshop Agrinatura

Durante o Workshop realizado no passado dia 21 de Abril, "Agenda 2030 on Sustainable Development: How shall Agricultural research and higher education respond?", Philippe Petithuguenin, do CIRAD, fez uma apresentação com o tema "Africa-EU collaboration on Food and Nutrition Security and Sustainable Agriculture: the IntensAfrica Initiative and the HLPD Roadmap" Poderá consultá-la em anexo. #Agenda2030Agri #WorkshopAgrinatura

Strengthening Graduate Training in African Universities - Experiences from RUFORUM - Workshop Agrinatura

Durante o Workshop realizado no passado dia 21 de Abril, "Agenda 2030 on Sustainable Development: How shall Agricultural research and higher education respond?", Moses Osiru, do Secretariado Executivo do RUFORUM fez uma apresentação com o tema "Strengthening Graduate Training in African Universities - Experiences from RUFORUM" Poderá consultá-la em anexo. Pode ainda ver o vídeo "Building the Africa We Want - The RUFORUM Story Trailer" #Agenda2030Agri #WorkshopAgrinatura

UE lança prémio "Farming by Satellite" 2016

Os estudantes e jovens agricultores na Europa e em África são convidados a participar num importante concurso sobre a utilização de tecnologias de satélite na agricultura para melhorar a eficiência e reduzir o impacto ambiental. O prémio "Farming by Satellite", no valor de 13 mil euros, é uma iniciativa da European GNSS Agency, a agência europeia responsável pelas atividades ligadas aos satélites europeus, e da Agência Europeia do Ambiente. O concurso foi realizado pela primeira vez em 2012 e novamente em 2014, atraindo o interesse de 29 países desta última vez. Conta com um prémio especial para apresentações orientadas para as necessidades dos agricultores e produtores em África. O objetivo do concurso é promover a utilização de satélites no âmbito de práticas agrícolas inovadoras, que ajudem a reduzir o impacto ambiental e aumentem os benefícios para os consumidores finais. Indivíduos ou equipas de universidades ou organizações comerciais podem apresentar novas ideias e soluções tecnológicas ou estudos de casos de ensaios, em especial aqueles que se baseiem no Serviço Europeu Complementar de Navegação Geostacionária (EGNOS, European Geostationary Navigation Overlay Service), no futuro sistema GALILEO e nos serviços COPERNICUS (o Programa Europeu de Observação da Terra). Saiba mais aqui: http://www.farmingbysatellite.eu/ Fonte: CAP - Agricultores de Portugal

Bolsas de Doutoramento no âmbito do TropiKMan PhD

Encontra-se aberto concurso para atribuição de nove (9) Bolsas de Doutoramento no âmbito do TropiKMan PhD, doutoramento FCT, em Saber Tropical e Gestão (Tropical Knowledge and Management) acolhido pela Nova School of Business and Economics (Nova SBE) Sete das bolsas serão financiadas pela FCT, Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P.: https://iictcooperacao.files.wordpress.com/2016/04/edital_tkm_fct2016final-2.pdf Duas das bolsas serão financiadas pelo IRRI, International Rice Research Institute: https://iictcooperacao.files.wordpress.com/2016/04/edital_tkm_irri_2016.pdf Os candidatos a selecionar deverão ser nacionais de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe ou Timor Leste O prazo para as candidaturas termina a 31 de Maio. Para mais informações sobre o doutoramento consultar: http://www.novasbe.unl.pt/pt/programs/phd-in-tropical-knowledge-and-management/tropikman-program

Já conhece o programa operacional de cooperação territorial - MAC 2014-2020 ?

O Espaço de Cooperação Madeira-Açores-Canárias (MAC) é composto por três arquipélagos pertencentes a Portugal e Espanha e catalogados como Regiões Ultraperiféricas. A condição insular condicionou historicamente o desenvolvimento económico, social e cultural destes territórios, aumentando a sua dependência externa e dificultando o seu desenvolvimento devido às desvantagens que representam a fragmentação e o isolamento do território. Além disso, existe ainda a distância ao restante espaço económico dos territórios de que fazem parte levando a que haja necessidades diferenciadas. A Comissão Europeia aprovou em Junho de 2015, o novo Programa de Cooperação INTERREG V A Espanha e Portugal: MAC 2014-2020 que conta com um orçamento de 130 milhões de euros (85% financiado pelo FEDER). O MAC 2014-2020 é um instrumento à disposição das Regiões Ultraperiféricas de Portugal e Espanha que visa lidar eficazmente com os desafios comuns enfrentados por estas regiões, nomeadamente em relação à inovação, competitividade, internacionalização e desenvolvimento sustentável. Com o objetivo de aumentar o espaço natural de influência socioeconómica e cultural, bem como as possibilidades de cooperação das ilhas da Macaronésia com Países Terceiros geograficamente próximos, foram convidados a juntarem-se ao espaço de cooperação Cabo Verde, Senegal e Mauritânia. Desta forma, o âmbito territorial do novo Programa também se estende a estes territórios. Fonte: Portugal 2020

Rede INOVAR e Crédito Agrícola continuam a promover o empreendedorismo e a inovação no sector

A Rede INOVAR e o Crédito Agrícola associam-se uma vez mais para divulgar e promover o empreendedorismo e a inovação na agricultura, agro-industria, floresta e mar. Este é já o 3º ano consecutivo da parceria! As atividades a serem dinamizadas em colaboração passam pelo ciclo de seminários e a 3ª edição do Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola. O ciclo de seminários arranca já no próximo dia 1 de Abril, às 15h00, nas Caves Ferreirinha em Vila Nova de Gaia. Este será o primeiro do ciclo de seminários promovidos ao longo de 2016, em várias regiões do País. Mais informações em: http://www.premioinovacao.pt/

Seminário Valorização de Recursos Mediterrânicos

No próximo dia 30 de Março, terá lugar no auditório da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Beja o Seminário Valorização de Recursos Mediterrânicos. O Seminário pretende dar a conhecer os resultados de uma estratégia de desenvolvimento dos recursos endógenos e valorização do território rural baseada no trabalho que tem vindo a ser realizado em rede entre Instituições de ensino e I&DT, Associações, Empresas, Produtores Agrícolas e Florestais. Estas entidades, trabalhando de modo concertado, têm vindo a promover iniciativas de investigação e desenvolvimento tecnológico ao nível da produção, transformação e comercialização de produtos inovadores e diferenciados para mercados de qualidade. Este seminário incidirá sobre as áreas das Plantas Aromáticas e Medicinais, Figo da Índia e Cogumelos Silvestres no Sul de Portugal. Inscrição gratuita e obrigatória através do e-mail tecnico@cevrm.pt

Projeto BIOMAS

Projeto de pesquisa realizado em parceira entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) nos 6 biomas brasileiros, com a missão de: Apresentar aos produtores rurais modelos de uso da árvore com fins econômicos e ambientais. Para isso, são pesquisadas formas de uso da árvore, seja em Áreas de Preservação Permanente - APP, Área de Reserva Legal - ARL, ou mesmo em Áreas de Sistemas Produtivos – ASP. Os resultados de pesquisa poderão contribuir para futuras discussões visando ao aprimoramento da legislação ambiental brasileira. Saiba mais em: http://www.projetobiomas.com.br/projeto

Unilab recebe comitiva de Cabo Verde e discute intercâmbio entre os dois países

A Unilab, por meio da Incubadora Tecnológica de Economia Solidária (Intersol), recebeu uma comitiva do Ministério de Desenvolvimento Rural de Cabo Verde, na última segunda-feira de fevereiro (29). A recepção contou com a presença de professores, diretores e técnicos agrícolas, que estarão participando da “2ª fase da formação de formadores sobre Organização de produtores e gestão da qualidade no pós-colheita”. Como parte das atividades da programação da referida formação, realizou-se uma roda de conversa sobre troca e intercâmbio de experiência entre Brasil e Cabo Verde. Na ocasião, dezenas de estudantes presentes no evento tiveram a oportunidade de trocar informações sobre a evolução do sistema agrícola de Cabo Verde. http://www.unilab.edu.br/noticias/2016/03/03/unilab-recebe-comitiva-de-cabo-verde-e-discute-intercambio-entre-os-dois-paises/

Incidências da produção agrícola local debatida em Workshop

As incidências da produção agrícola da província do Huambo e sua influência no processo de diversificação da economia nacional foram debatidas hoje (quarta-feira) durante o Workshop SKAN, sobre investigação, tecnologia e inovação no sector agro-alimentar. O evento foi promovido pela Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade José Eduardo dos Santos, o Instituto de Investigação Agrária e o INOVISA, instituição afecta ao Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa (Portugal). No decorrer do Workshop, os participantes analisaram os níveis actuais e propostas de produção de cereais, hortícolas, citrinos e de animais, com o propósito de revitalizar o sector agrícola e pecuário nesta região. Na ocasião, a decana da Faculdade de Ciências Agrárias, Imaculada Henriques, referiu que o evento visou promover um espaço de debates e divulgação das iniciativas e projectos de inovação, para a elaboração de novas valências de desenvolvimento do sector agro-alimentar na província do Huambo. Também visou, segundo a responsável, criar novos horizontes, para o incremento do empreendedorismo agrícola na criação de soluções, tendo em conta os desafios que se colocam no crescimento decisivo da economia nacional. Realizado com a apresentação e sessões de discussão dos painéis, o workshop foi também marcado com a criação de novos projectos inovadores de produção agrícola à realidade actual e local, com incidência para a maximização do uso do adubo orgânico, com o objectivo de regeneração dos solos, a promoção de uma produção de qualidade e sustentável. Fonte: http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/economia/2016/2/10/Huambo-Incidencias-producao-agricola-local-debatida-Workshop,7f5b0a68-9733-4cd4-85c8-86f8e36569ae.html

Convite à apresentação de propostas: "Cadeias de Valor Inclusivas e Sustentáveis e Fortificação Alimentar"

A EuropeAid convida à apresentação de propostas no âmbito das Cadeias de Valor Inclusivas e Sustentáveis e Fortificação Alimentar. O objetivo geral do presente convite à apresentação de propostas consiste em desenvolver cadeias de valor inclusivas e sustentáveis de base agrícola e alimentos enriquecidos, a fim de melhorar a segurança alimentar das populações pobres e vulneráveis e reduzir a pobreza e a subnutrição. Lote 1 – Cadeias de valor: – Objetivos específicos: melhoria da governação das cadeias de valor; reforço da capacidade produtiva das cadeias de valor e do acesso aos mercados dos pequenos agricultores e das empresas do setor agroalimentar. – O valor das subvenções a atribuir deve situar-se entre os EUR 3,000.000 e os EUR 7,000.000, para um período compreendido entre 48 e 72 meses. Lote 2 – Fortificação alimentar: – Objetivo específico: melhoria da situação nutricional das populações vulneráveis que sofrem de carências de micronutrientes, em especial as mulheres, as raparigas e as crianças, através do reforço do acesso e do consumo de alimentos enriquecidos. – O valor das subvenções a atribuir deve situar-se entre os EUR 1,000.000 e os EUR 4,000.000, para um período compreendido entre 48 e 72 meses. O registo prévio no PADOR é obrigatório. As propostas devem ser apresentadas online através do sistema PROSPECT. O prazo para entrega de documentos de síntese decorre até 29 de março de 2016 às 16h00 (hora de Bruxelas). As propostas, em forma de documento de síntese, poderão ser apresentadas em português, inglês, francês ou espanhol. Se a proposta for seleccionada, as organizações requerentes serão convidadas a apresentar um formulário de pedido de subvenção completo. Toda a documentação necessária à candidatura está disponível em: https://goo.gl/RLvyI7

Investigação, tecnologia e Inovação no sector agroalimentar

No próximo dia 9 de Março de 2016, será organizado mais um Workshop SKAN no Huambo, Angola, com o tema "Investigação, tecnologia e Inovação no sector agroalimentar", em parceria com o Instituto de Investigação Agronómica de Angola, a Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade José Eduardo dos Santos e a INOVISA - Associação para a Inovação e Desenvolvimento Empresarial. Este Workshop tem como principais objetivos divulgar iniciativas e projetos para o desenvolvimento do sector agroalimentar, discutir a importância das redes de partilha de conhecimento e tecnologia no sector agroalimentar e iniciar discussões com vista ao desenvolvimento de novos projetos de inovação,, com especial enfoque na promoção de colaborações entre países de Língua Portuguesa.

CALL FOR PROPOSAL: Contratação de serviços para apoiar o estabelecimento de observatórios florestais regionais na África Oriental e Sudeste Asiático
  06 Mar

Está aberto, até dia 7 de Março, um concurso para apresentação de propostas cujo objetivo é a atribuição de contratos de serviços para apoiar o estabelecimento de observatórios florestais regionais na África Oriental e Sudeste Asiático. Este concurso surge no âmbito de um dos objetivos do ReCaRRED, projeto lançado pela União Europeia em 2013 para “Reforço das capacidades nacionais e regionais para a elaboração de relatórios sobre as ações de mitigação realizadas no setor florestal”. Este projeto visa (1) fortalecer a capacidade das instituições e redes existentes nas regiões tropicais reportarem informação sobre as suas ações de mitigação no setor florestal no contexto de REDD +; (2) apoiar observatórios florestais regionais e (3) transmitir para a política, informações claras e consistentes sobre a evolução da cobertura florestal. É no segundo objetivo que se insere este concurso. As principais tarefas a ser realizadas no âmbito do presente contrato serão: 1) O desenvolvimento de um banco de dados sobre a floresta regional para o observatório florestal regional na África Oriental; 2) O desenvolvimento de um website que servirá como a interface principal do observatório florestal regional na África Oriental; 3) A avaliação das condições para um observatório florestal regional na África Oriental a atuar a longo prazo, 4) A elaboração de um relatório sobre o "Estado das Florestas e atividades de REDD + na África Oriental " Para mais informação resumida consultar: documento em anexo onde pode encontrar o link direto para a call

Seminários ISEG - "Democracy and Political Parties in Sub-Saharan Africa"
  17 Mar

Orador: Edalina Sanches Instituição: ICS-ULisboa/ IPRI-UNLisboa /Univ. Cape Town Mais informação sobre os seminários: https://www.iseg.ulisboa.pt/aquila/unidade/devstudies/atividades/seminarios

Spring Module 2016 "Transformações Agrárias em África"
  14 Abr

Este conjunto de seminários tem como objectivo apresentar as recentes reconfigurações da divisão internacional da produção alimentar e de comodities, as formas de penetração do capital nos países em desenvolvimento e os processos de resistência/integração dos sistemas de produção locais, em particular dos camponeses, bem como os conflitos políticos e sociais associados. São referidas as mudanças estruturais da economia e da agricultura, assim como o aprofundamento da natureza subdesenvolvida das economias receptoras, os padrões de acumulação e as alianças políticas e económicas subjacentes. É dado uma particular atenção às economias ricas em recursos naturais, onde a maioria da população vive no meio rural e da agricultura de pequena escala em países com estados frágeis/fragilizados. Serão apresentados os fenómenos de land grabing, reassentamentos, conflitos políticos e sociais, pobreza, desigualdades sociais e segurança/soberania alimentar. Para mais informações e inscrições: http://pascal.iseg.utl.pt/~cesa/index.php/menueventos/eventosrealizados/seminarios/479

6º Concurso Internacional De Azeites Virgem Extra Prémio CA Ovibeja
  20 Abr

O Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio CA Ovibeja, é o único concurso de âmbito internacional realizado em Portugal que tem como objetivo principal distinguir os Azeites Virgem Extra de excelência, promovendo sobretudo a cultura e a imagem do Azeite de qualidade. Podem ser apresentados a concurso os Azeites Virgem Extra de produtores individuais, de associações de produtores, de cooperativas e de empresas de embalamento devidamente registadas. Prazo de inscrição e entrega das amostras até 26 de Fevereiro de 2016. Para mais informações consultar o Regulamento em anexo. Fonte: http://www.ovibeja.pt/concursos/regulamentos/2016/80/

Comissão trabalha em estratégia para a investigação e inovação no sector agrícola europeu

De 26 a 28 de Janeiro de 2016 decorreu a conferência "Designing the path: a strategic approach to EU agricultural research and innovation" para discussão da estratégia para investigação e inovação no sector agrícola europeu. Esta estratégia visa contribuir para a programação dos 3 (2018-2010) últimos anos do Horizonte 2020 (Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação) e guiar a investigação e a inovação no sector agrícola europeu pós 2020. Draft paper in a nutshell em anexo Saiba mais em: http://ec.europa.eu/programmes/horizon2020/en/news/designing-path-strategic-approach-eu-agricultural-research-and-innovation