Publicações · Destaque

ECAA-UniCV promove Workshop “Pequenas Explorações Agrícolas, Pequenas Empresas de Alimentos e Segurança Alimentar Sustentável”

A Escola de Ciências Agrárias e Ambientais (ECAA) da Uni-CV promove um Workshop intitulado “Pequenas Explorações Agrícolas, Pequenas Empresas de Alimentos e Segurança Alimentar Sustentável” no âmbito do projeto SALSA. O Workshop irá decorrer na próxima quarta-feira, dia 28 de fevereiro, às 9 horas, na sala de conferências da ECAA. Para mais informações: http://www.unicv.edu.cv/arquivo-noticias/5147-ecaa-promove-workshop-pequenas-exploracoes-agricolas-pequenas-empresas-de-alimentos-e-seguranca-alimentar-sustentavel

Participação de Moçambique no Fórum Global para a Agricultura e Alimentação

Decorreu em Berlim, na Alemanha, nos passados dias 19 e 20 de Janeiro, o XX Fórum Global para a Agricultura e Alimentação (GFFA 2018), subordinado ao tema ‘Shaping the Future of Livestock – sustainably, responsibly, efficiently’ (em português, ‘Moldando o futuro do gado de modo sustentável, responsável e eficientemente’ ). Moçambique marcou presença, representado por uma delegação encabeçada por Luísa Meque, vice-ministra do MASA (Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar). O objetivo do fórum é fomentar a importância de uma gestão mais racional dos recursos alimentares, que consiga assegurar uma maior produção agrícola e pecuária e, em simultâneo, corresponder aos princípios de ecologia e sustentabilidade ambiental. São estes os desafios que a crescente população mundial enfrenta, e as respostas da agroindústria determinarão não só o futuro da produção de gado, como o papel desta em muitas zonas rurais. O diálogo internacional sobre estas temáticas permite o intercâmbio de conhecimentos e ideias entre os mecanismos políticos, científicos, industriais e a sociedade civil, fomentando e intensificando a cooperação internacional no sentido de melhor responder aos desafios atuais e, em particular, de cumprir o objetivo nº 2 do desenvolvimento sustentável (Sustainable Development Goals - SDG), fixado na Agenda 2030 das Nações Unidas: “Erradicar a fome, garantir a segurança alimentar e nutricional e promover a agricultura sustentável”. O debate no GFFA resultou no assumir de compromissos políticos concretos que pretendem ir ao encontro de quatro linhas estratégicas: -> assegurar a Segurança Alimentar e Nutricional -> apostar e criar valor no setor pecuário de forma a melhorar os meios de subsistência e a economia das zonas rurais -> rumar a uma produção sustentável, através da conservação dos recursos naturais (especialmente solo e água) e adequação dos locais e produtos alimentícios; -> incrementar a saúde e bem-estar animal Fontes: http://clubofmozambique.com/news/mozambique-showing-at-the-global-forum-for-food-and-agriculture-in-germany/ http://www.gffa-berlin.de/en/

CEBAL| TeCMeM na Ovibeja com Sessão de Brokerage Tecnológico e Seminário

Inserido nas atividades da Ovibeja, o Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar (CEBAL), no âmbito do seu projeto de transferência de tecnologia, TeCMeM – TeCnologia de Membranas em Movimento, volta a dinamizar o conhecimento científico e tecnológico, no que se refere a tecnologia de separação por membrana, através da realização de uma SESSÃO DE BROKERAGE TECNOLÓGICO e um SEMINÁRIO. SESSÃO DE BROKERAGE TECNOLÓGICO "TECNOLOGIA DE MEMBRANAS: A REALIDADE DE PRODUÇÃO DOS VINHOS – Um Caso de Sucesso" 28 de abril de 2017, 15h30, Adega Monte da Capela – PIAS A sessão de Brokerage Tecnológico pretende dar a conhecer empresas vitivinícolas onde a tecnologia dos processos de separação por membranas já se encontra firmemente implementada, surgindo assim como a demonstração de casos de sucesso na utilização da Tecnologia. A visita é gratuita, mas as inscrições são limitadas. Reserve já o seu lugar através do formulário https://goo.gl/forms/NrdbH6Zwuo8FC5Sg1 ou pelo e-mail tecmem@cebal.pt Teremos transporte para o local: Partida CEBAL/ IPBeja: 14h30  Chegada CEBAL/ IPBeja: 18h30 Será uma grande oportunidade para vivenciar uma Experiência Tecnológica de Sucesso no Alentejo! SEMINÁRIO CEBAL | TECMEM 29 abril 2017, recinto Ovibeja (mais informações em breve) O seminário pretende dar a conhecer a Tecnologia de Separação por Membranas e a sua aplicabilidade multissetorial numa perspetiva de transferência de tecnologia, aproximando a ciência ao tecido empresarial. Contamos com a SUA PRESENÇA! Os Cartazes das sessões encontra-se em anexo. Mais informações consulte www.cebal.pt ou a nossa página de facebook.

"SEMINÁRIO ANUAL DA FILEIRA DA CORTIÇA: Balanço da Campanha 2016" | 7 de Abril | Ponte de Sôr
  07 Abr

A UNAC - União da Floresta Mediterrânica vai realizar, no próximo dia 7 de abril, no Teatro Cinema Municipal em Ponte de Sor, o "Seminário Anual da Fileira da Cortiça”. O Seminário irá analisar e debater as dinâmicas da campanha de cortiça de 2016, os preços da comercialização, os mercados e as suas tendências. João Rui Ferreira, Presidente da APCOR, Ramón Santiago, ‎Responsável do Dep. Recursos Naturales de la Dehesa en Investigación do ICMC-CICYTEX e Nuno Calado, Secretário-geral da UNAC, são os oradores já confirmados para o "Seminário Anual da Fileira da Cortiça”. Veja em anexo o programa detalhado. As inscrições são gratuitas e serão aceites pela ordem de receção, até à capacidade da sala. INSCRIÇÕES: para geral@unac.pt com indicação de nome/entidade/e-mail

XI Encontro de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (FORTEC)
  17 Mai

Encontro anual da Associação FORTEC que reune Núcleos de Inovação Tecnológica do Brasil, com o objetivo de discutir avanços e gargalos na gestão da Inovação no País. Participação de Instituições de Ciencia e Tecnologia (ICT); Entidades do Governo e Setor Produtivo. Destaque para a apresentação da Lei de Acesso a Patrimônio Genético e Conhecimento Tradicional Associado à Biodiversidade e do sistema SISGEN. Período: 17 a 19 de maio de 2017 Ver programação em www.fortec.org.br. Inscrições abertas.

Subsídios para a Agricultura Familiar na África Ocidental 2017

O Comité Francês para a Solidariedade Internacional (Comité Français pour la Solidarité Internationale - CFSI), em parceria com a Fondation de France, financia projectos que apoiam a agricultura de pequena escala na África Ocidental . Serão apoiados projectos em consórcio formados por parcerias entre entidades jurídicas sem fins lucrativos da Europa e Oeste Africano nos seguintes países: Benin, Burkina Faso, Cabo Verde, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Costa do Marfim, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo . Os projetos podem ter a duração de um a três anos. As concessões são um máximo de 15 mil euros por ano, ou 50 mil euros, no caso de um projecto de 3 anos. O prazo de apresentação do resumo para o projetos (francês, inglês) é 07 de março de 2017. Saiba mais em: http://www.cfsi.asso.fr/thematique/appel-a-projets-promotion-lagriculture-familiale-afrique-louest-fondation-france-et-cfsi

1ª Edição do cropUP termina com candidaturas de todo o mundo

O programa cropUP conseguiu captar empreendedores de todos os cantos do mundo! Durante o próximo ano iremos trabalhar com alguns deles, apoiando-os no desenvolvimento da sua startup, como seja na validação de modelo de negócio, no acesso exclusivo aos centros de I&D e à indústria agroalimentar e florestal, no contacto com investidores que procuram inovação agroalimentar e florestal, e na sua internacionalização. Mais informação: http://inovisa.pt/portfolio_page/english-crop-up/

TropiKMan PhD 2017-18, concurso aberto

Está aberto concurso para a atribuição de 9 bolsas de doutoramento FCT, no programa Tropical Knowledge and Management. Este programa é acolhido pela Nova SBE e oferecido em consórcio por duas universidades portuguesas e quatro africanas. Conta com o apoio institucional da CPLP. Fonte: https://iictcooperacao.wordpress.com/2016/12/06/tropikman-phd-2017-18-concurso-aberto/ Consulte o edital: https://iictcooperacao.files.wordpress.com/2016/12/edital_tkm_fct201718v3.pdf

Seminário "O sector do Azeite em Portugal - Crescimento e Competitividade"
  28 Nov

A Casa do Azeite celebra 40 anos de existência em 2016. 40 anos a representar e defender as empresas do sector e as marcas de azeite embalado e a divulgar a imagem do Azeite como produto de excelência, não só em Portugal, mas também junto dos principais mercados internacionais. Para comemorar esta importante data, e aproveitando o facto de se celebrar na mesma ocasião o Dia Mundial da Oliveira sob a égide do Conselho Oleícola Internacional, a Casa do Azeite vai realizar, no próximo dia 28 de Novembro, o Seminário “O sector do Azeite em Portugal – crescimento e competitividade”. Pensamos que esta será uma oportunidade para a Casa do Azeite não só celebrar esta importante data mas, sobretudo, juntar os seus associados e amigos ao mesmo tempo que promove um debate alargado sobre o crescimento do sector do azeite, a sua competitividade e os seus desafios futuros. Envie-nos um e-mail para geral@casadoazeite.pt para receber a ficha de inscrição.

SHARP: uma nova linha de produtos alimentares à base de algas

O SHARP - Seaweed for Healthier Traditional Food Products é um projeto cofinanciado pelo COMPETE 2020 e visa desenvolver uma linha de produtos alimentares à base de algas, com benefícios comprovados. Envolve uma equipa multidisciplinar e visa desenvolver e lançar novos produtos alimentares de potencial nutricional superior aos existentes no mercado nacional e internacional, oferecendo soluções promotoras de uma melhoria do estado de saúde e de envelhecimento saudável. Com inicio em 2016 e uma duração de 36 meses, o projeto “SHARP - Seaweed for Healthier Traditional Food Products”, é promovido em co-promoção pelas empresas Irmãos Monteiro S.A., Centralrest Lda. e Algaplus Lda. e pela Universidade de Aveiro. Mais informação: http://www.poci-compete2020.pt/newsletter/detalhe/SHARP-uma-nova-linha-de-produtos-alimentares-base-de-algas

Edições Uni-CV lançam a obra "Papaia ‘Solo’ e ‘Local’ da ilha de Santiago: Qualidade instrumental e sensorial"

As Edições Uni-CV vão lançar a obra "Papaia ‘Solo’ e ‘Local’ da ilha de Santiago: Qualidade instrumental e sensorial", da autora Engenheira Elsa B. Simões, no dia 19 de Outubro, quarta-feira, às 17h30, no Auditório da Reitoria da Uni-CV. A obra, que resultou do programa de mestrado em Gestão da Qualidade e Marketing Agroalimentar, vai ser apresentada pelo Doutor António Correia e Silva e pelo Mestre Arlindo Rodrigues Fortes. O livro faz a caracterização dos atributos de qualidade de duas variedades (Solo e Local) de papaia produzida em Santiago, Cabo Verde, e define os atributos que os distribuidores procuram. Para o efeito, foram realizadas avaliações físico-químicas, sensorial e um estudo de mercado. Os parâmetros avaliados foram o peso, cor interior e exterior, textura, espessura da polpa, pH, acidez titulável (AT), sólidos solúveis totais (SST) e o teor nutricional. A avaliação sensorial foi levada a cabo por uma equipa de provadores treinados em frutas e para a avaliação do mercado de distribuição da papaia foi feito um levantamento junto dos importadores e distribuidores da papaia para os hotéis nas ilhas do Sal e da Boavista. A autora é docente da Escola de Ciências Agrárias e Ambientais da Uni-CV, em São Jorge dos Órgãos, onde se encontram os cursos direcionados para a área agrária. Saiba mais aqui: http://www.unicv.edu.cv/index.php/pt/itemid-dest/4117-edicoes-uni-cv-lancam-papaia-solo-e-local-da-ilha-de-santiago-qualidade-instrumental-e-sensorial

Access Agriculture vence Prémio Internacional para a Inovação

O Access Agriculture, baseado em Nairobi, ganhou o prémio na categoria de Inovação dos Prémios Clarion EVCOM numa cerimónia internacional de prémios em Londres. O site do Access Agriculture, que apresenta vídeos " de agricultor para agricultor" nas línguas locais, foi escolhido pela forma imaginativa como importantes vídeos podem ser acedidos pelo público-alvo tanto diretamente como através dos extensionistas. Hoje mais de 140 vídeos estão disponíveis para download em mais de 70 idiomas. Os vídeos ajudam os agricultores a aumentar os seus rendimentos ao visualizarem e copiarem técnicas que foram previamente comprovadas. Os vídeos podem ser vistos online e descarregados em: www.accessagriculture.org Fonte: http://www.accessagriculture.org/access-agriculture-wins-international-award-innovation

Semana do Empreendedorismo na Comunidade
  25 Out

Decorre no âmbito da "Semana Mundial do Empreendedorismo", sob o lema "O Empreendedorismo Acelera Angola" O projeto Empreendedorismo na Comunidade tem como objetivo desenvolver um ciclo de palestras destinado a jovens empreendedores dos municípios de Luanda, nomeadamente: - Cacuaco; - Bairro Popular; - Cazenga; - Viana. Fonte: http://abcempreendedor.com/index.php?pagina=eventosDetalhe&ID=14#

Criatividade de produtor de melancia ajuda consumidor a transportar este fruto

Uma empresa de melões e melancias do Sul de Itália solucionou de forma criativa um problema dos consumidores: transportar estes grandes frutos. Para isso, desenvolveu uma simples mas muito eficaz embalagem em cartão, que permite ao consumidor transportar o fruto ao mesmo tempo que promove a marca da empresa. “Desenvolvemos uma embalagem simples, com uma forma atrativa e colorida. Os volumes ainda são limitados, mas o feedback tem sido excelente”, explica Antonio Latorrata, produtor da Agricola Ceres, empresa agrícola que produz melancias e melões. A embalagem é muito simples – tem uma pega para tornar as melancias e inclui o logo da empresa. “Queriamos fazer algo que as pessoas gostassem e creio que o conseguimos”. “Graças às condições climáticas dos últimos tempos, a qualidade das melancias e melões é excecional, ambas têm um elevado brix e as pessoas têm apreciado bastante.” A procura por melancias e melões tem sido muito positiva para esta empresa do Sul de Itália. Algumas zonas no norte de Itália tiveram que lidar com condições climáticas bastante adversas e não conseguiram produzir muito melão, o que fez com que os produtores do Sul saíssem beneficiados. A Latorrata exporta para a Alemanha e Áustria. A Alemanha não está a acolher muita produção atualmente, provalvelmente devido à entrada dos frutos espanhóis no mercado. No mercado doméstico, a produção é enviada para retalhistas, mercados de proximidade e cadeias de distribuição. Fonte: http://marketingagricola.pt/criatividade-de-produtor-de-melancia-ajuda-consumidor-a-transportar-este-grande-fruto/

Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas lança "Princípios Empresariais para Alimentos e Agricultura (PEEA)"

A Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas lançou, no mês passado, um guia prático com diretrizes para que empresas do setor agroalimentar adotem modelos de produção sustentáveis. A iniciativa é pioneira entre as redes nacionais da ONU. A cartilha “Princípios Empresariais para Alimentos e Agricultura (PEEA) guiará a atuação das empresas, bem como de todos os atores da cadeia produtiva, para a Agenda 2030 da ONU, pautada por práticas socioambientais responsáveis, que levem em conta a preservação dos ecossistemas naturais, sociais e culturais de cada região”, destacou o presidente do grupo brasileiro do Pacto Global, André Oliveira. A cartilha estava disponível para acesso online e gratuito. Veja o documento aqui: https://drive.google.com/file/d/0BzeogYNFvEqyZEUxekdqelNRRGc/view Fonte: https://nacoesunidas.org/rede-brasil-do-pacto-global-promove-sustentabilidade-no-setor-de-alimentos-e-agricultura/

FORUM INTERNACIONAL AGRÁRIO E PESQUEIRO

MANICA e o pais pararam nos dias 11 e 12 deste mês, para reflectir e projectar as suas potencialidades e oportunidades de investimento nacional e estrangeiro, no decurso do Primeiro Forum Internacional dos Empresários dos Sectores Agrário e Pesqueiro. O evento mobilizou para Cafumpe, distrito de Gondola,província de manica, membros do Governo Central, governadores provinciais, homens de negócio e investidores nacionais e estrangeiros, académicos, representantes das instituições públicas e privadas, da sociedade civil e dos parceiros de cooperação, num evento que contou com a presença do Presidente da República, Filipe Nyusi. Do estrangeiro, estiveram presentes no Fórum, representantes das Repúblicas da China, India, Singapura, Coreia do Sul, Emirados Arabes Unidos e Portugal. O Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, José Pacheco, um dos co-organizadores do evento que decorre sob o lema “Moçambique criando Riqueza – parcerias e sinergias dos sectores agrário e pesqueiro”. A anteceder este evento, teve lugar, domingo, visitas a unidades produtivas ao nivel da província de Manica, antes da bolsa de consultas e uma refeição de trabalho, no qual onze participantes intervieram para partilhar com a plateia, as suas experiências de sucesso. Das empresas visitadas constam a Companhia de Vanduzi, a Moz-Bife, Westtiffalia Moçambique, Clinton Meadons, Macs-in-Moz e as associacoes 16 de Junho e Mudziwagara. No evento, desfilaram variadíssimas apresentações, as quais não apenas resumiram o que Manica e o país produzem e possuem como potencialidades e oportunidades para investimentos nos sectores em alusão, depois da assinatura de diversos memorandos sobre projectos agricolas e pesqueiros, a serem financiados, com destaque para a pesca oceánica. O Fórum foi cô-organizado pelos Ministérios da Agricultura e Segurança Alimentar, Mar, Águas Interiores e Pescas e o governo da província de Manica e foi orioentado pelo Chefe do Estado, que teceu um discurso didáctico apontando os caminhos que podem conduzir Moçambique a libertar-se da fome através da agricultura e pescas. MUITOS RECURSOS, POUCOS INVESTIMENTOS Enretanto, Manica, uma das províncias com inúmeras potencialidades, tanto do ponto de vista de recursos naturais, quanto agrícolas, pecuários, florestais, faunínisticos e minerais, continua, paradoxalmente entre as mais pobres e desfavorecidas no país. Os investimentos até aqui realizados continuam muito aquem da demanda, numa altura em que crescem as oportunidades, as infraestruturas e melhoram os procedimentos. Um diagnóstico apresentado no fórum pelo governador de Manica, Alberto Mondlane, refere existirem na provincia, entre outras potencialidades, a disponibilidade de recursos hídricos para irrigação; terra arável para a prática de agricultura, estando disponíveis 42.148,8 milhões de quilómetros quadrados; condições agro-ecológicas favoráveis para a prática de agricultura orgânica, comercial, de exportação e actividade pecuária; a existência de recursos minerais como: ouro, bauxite, ferro, pedras preciosas e semi-preciosas (turmalina, granadas, safira, corundo), material de construção (calcário, areias, argila, rocha de ornamentação), carvão mineral e água mineral. Saiba mais em: http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/primeiro-plano/58673-forum-internacional-agrario-e-pesqueiro-um-desfile-de-oportunidades-de-negocio-e-investimentos.html

Universidade de Aveiro lidera projeto europeu de educação florestal

O financiamento comunitário, que ultrapassa os 320 mil euros, foi obtido pelo programa Erasmus+, o instrumento financeiro da Comissão Europeia para a Educação. Neste caso, a educação florestal de todos os agentes do universo florestal, desde os pequenos proprietários e técnicos florestais aos grandes decisores, será o enfoque principal desta missão que terá a duração de três anos. O projeto «partiu da necessidade de criar uma plataforma de entendimento que unisse os vários agentes florestais de Portugal, Espanha e França, países que, de modo geral, enfrentam problemáticas florestais semelhantes», salienta a UA. E acrescenta: «nestes países, o predomínio da propriedade florestal privada, de muito reduzida dimensão e maioritariamente sob a gestão de proprietários sem formação técnica na área, levam à proliferação de práticas que por vezes ameaçam a integridade e produtividade florestal e condicionam os serviços do ecossistema como um todo, sendo urgente a partilha de boas práticas e o fomento da educação florestal». O projeto contará com workshops e visitas técnicas internacionais, tutoriais e uma mobile app de apoio à decisão na gestão florestal, numa estratégia concertada de envolvimento da comunidade florestal e do público em geral. As próprias técnicas pedagógicas adotadas serão inovadoras e customizadas para o público-alvo em questão, sendo assentes num modelo de aprendizagem horizontal e participativo. O consórcio é composto por uma “tropa de elite” na esfera florestal. A UA informa que prestará toda a fundamentação e acompanhamento científico em diversas áreas (floresta, biodiversidade, sustentabilidade e comunicação). Os restantes parceiros incluem a Unimadeiras (Portugal), a Asociación Forestal de Galicia (Espanha) e a Association Forêt Modèle de Provence (França) que integram uma vasta rede de proprietários e técnicos florestais e têm contacto regular e direto com os grandes decisores e grupos económicos do setor florestal. No total, gerem acima de 26 000 ha de floresta certificada que irá servir de laboratório e “sala de aula transfronteiriça” para as boas práticas florestais. A Fundação CESEFOR (Espanha) integra o projeto com competências na comunicação digital, nomeadamente no desenvolvimento de apps específicas para a gestão e educação florestais. O consórcio completa-se com o PEFC™ e o FSC® internacionais, os maiores sistemas de certificação florestal a nível global que neste projeto trabalharão juntos, unindo esforços, objetivos e audiências. A equipa do DBio reúne investigadores com vasta experiência na gestão da floresta e biodiversidade, bem como em educação e comunicação de ciência, contanto com Milene Matos, Nelson Matos, Rosa Pinho e Lísia Lopes, sob a coordenação de Carlos Fonseca. Fonte: http://www.agronegocios.eu/noticias/universidade-de-aveiro-lidera-projeto-europeu-de-educacao-florestal/

Investigação portuguesa dá novo rumo a resíduos agroalimentares da indústria da vinha e do vinho

Projeto “Vine & Wine Residues” Na produção do vinho são gerados resíduos que apresentam muitos dos compostos encontrados na planta original. Estes ao conterem elevado valor biológico suscitam interesse em serem recuperados, indo ao encontro das diretivas da União Europeia no programa Horizonte 2020 para a gestão dos resíduos agroalimentares: reciclar, reutilizar e recuperar. Fonte: http://www.poci-compete2020.pt/newsletter/detalhe/Investigacao-portuguesa-da-novo-rumo-a-residuos-agroalimentares-industria-vinha-e-vinho

Parceria com a Embrapa vai multiplicar ações da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) firmou acordo de cooperação técnica com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para impulsionar as ações de divulgação e educação científica ligadas à 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2016), que ocorre de 17 a 23 de outubro, com o tema "Ciência alimentando o Brasil". O acordo foi assinado no dia 9 de setembro. "Relacionar pesquisa e alimentação no Brasil sem pensar na Embrapa não faria o menor sentido", comenta o diretor de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do MCTIC, Douglas Falcão. "Essa parceria se deu de maneira muito espontânea e tem por objetivo garantir que todas as sedes da Embrapa, no país inteiro, participem da Semana Nacional, de diversas formas." Segundo ele, a parceria deve abrir as portas da Embrapa para o público, permitindo a visitação das instalações e laboratórios em todo o país. "Ou seja, a Embrapa vai se abrir para estudantes e para toda a comunidade interessada em conhecer melhor seus projetos e o cotidiano de seus pesquisadores", explica Falcão. "A gente vê nessa aproximação um exemplo muito forte de como unidades de pesquisa podem e devem ser estimuladas a realizarem iniciativas de comunicação pública da ciência e tecnologia." Saiba mais em: http://www.mcti.gov.br/pagina-noticia/-/asset_publisher/IqV53KMvD5rY/content/parceria-com-a-embrapa-vai-multiplicar-acoes-da-semana-nacional-de-ciencia-e-tecnologia;jsessionid=94ACB3D874B671799A51D13D10082EC9?p_p_auth=r1aqugsM&_101_INSTANCE_IqV53KMvD5rY_redirect=%2F

Pulses: superfood for the future

2016 is the UN’s year of the pulse. Innovation in food products using pulses, such as ‘pulled oat’ or faba bean yoghurt, combined with the results of research to improve their productivity, means that growing legume crops is becoming more competitive. EU agriculture can also benefit from their effects on soil fertility, cropping systems and biodiversity. Find out more at: https://ec.europa.eu/eip/agriculture/en/news/inspirational-ideas-pulses-superfood-future