Publicações · Recentes

Será que as incertezas dos factores meteorológicos têm impacto na produção agrícola?

Se a resposta for positiva, então será normal que a comunidade agrícola e florestal encare a formação especializada como um investimento crucial para capacitar os agricultores, os técnicos agrícolas/florestais e todos os outros ramos profissionais que necessitarem, com as ferramentas adequadas para responderem aos problemas dos impactos de situações adversas de tempo e da variabilidade climática nas culturas e recursos florestais. Foi com esta percepção que The Berry Project organizou o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura que vai c A realização deste curso está longe de estar assegurada porque envolve custos elevados para assegurar condições e a participação de um Investigador brasileiro com muita experiência na relação variabilidade/ alterações climáticas com produção agrícola, o que obriga a um número mínimo de 15 participantes. Assim, o The Berry Project faz mais um Reminder sobre o Curso de Riscos Climáticos Aplicados à Agricultura que tem as inscrições abertas com um Early Bird, que, até 30 de Setembro de 2017, permite poupar €150. No programa do curso foi feito um ajustamento com a inclusão de um novo módulo sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura. O curso está estruturado em 5 módulos, tendo agora sido integrado o Módulo 5 sobre Variabilidade/alterações climáticas na vitivinicultura, em que será formador o Prof. Adjunto, Luís Peres de Sousa, da Escola Superior Agrária de Beja (ESAB) do Instituto Politécnico de Beja. O Prof. Luís Peres de Sousa é Engenheiro Agrónomo e Produtor-Vitivinicultor e é delegado de Portugal na OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Quer saber mais, veja em: https://www.theberryproject.org/.

Inovação na Rastreabilidade Agroalimentar
  06 Out

PROGRAMA DO SEMINÁRIO 14:30H SESSÃO DE ABERTURA Francisco Murteira Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo (DRAPAL) Claudino Matos Vice-Presidente da Direção do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL) Rui Garrido Presidente da ACOS – Agricultores do Sul João Rocha Presidente da Câmara Municipal de Beja 15:00H SESSÃO PLENÁRIA Rastreabilidade: Um passo para a autenticidade e mais valor acrescentado para o sector agroalimentar Manuela Pintado – Escola Superior de Biotecnologia-Universidade Católica Portuguesa (ESB-UC) Moderador Ana Cristina Agulheiro Santos – Universidade de Évora (UE) 15:40H SESSÃO DE TRABALHO Ferramentas analíticas para a rastreabilidade e autenticidade dos azeites Maria João Cabrita - Universidade de Évora (UE) A utilização de tecnologias genómicas na rastreabilidade de produtos de origem animal Marcos Ramos – Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL) A rastreabilidade na certificação – Novos desafios Sanda Palma Ferro – Lagar do Vale Moderador Ana Cristina Agulheiro Santos – Universidade de Évora (UE) PROVA DE AZEITES E DEGUSTAÇÃO DE PRODUTOS TRADICIONAIS

II Simpósio Internacional de Agronegócio da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (II SIIAGR-CPLP)

As edições do simpósio Internacional do Agronegócio da Comunidade dos Países de Língua Oficial portuguesa (SIIAGR-CPLP) tem (e terão) como objetivo reforçar as discussões, as trocas de experiências e conhecimentos entre pesquisadores, estudantes, instituições, organizações internacionais, governos e sociedade civil organizada, envolvida com questões relacionada ao agronegócio dos países membros da referida comunidade. Assim, procurar destacar e valorizar discussões em forma de painel, minicursos, encontros paralelos entre membros governamentais, pesquisadores e instituições dos países membros, representa uma oportunidade de conhecer o estágio de desenvolvimento do agronegócio desses países, assim como potencializar futuras políticas de cooperação agrícola, formação de técnicos e tecnológicos, convênio institucional, intensificação diplomáticas, intercâmbios setoriais, mobilidade internacional entre os países e, por fim, o fortalecimento da CPLP com um espaço possível para o desenvolvimento econômico, social e institucional entre os países membros. Essa é uma oportunidade inovadora que se apresenta para entre os países de língua portuguesa. Saiba mais sobre o II SIIAGR-CPLP! Tema: Agricultura Familiar e Desenvolvimento Local Site: www.agronegocio-cplp.com.br Data: 09 a 12 de Outubro de 2017 Local: Campus do ISPM, Chimoio, Província de Manica, em Moçambique

Portugal e Brasil unem esforços na produção sustentável do café no Parque Nacional da Gorongosa

No âmbito da parceria entre o Camões - Instituto de Cooperação e Língua (CICL) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) foi realizada uma missão técnica ao Parque Nacional da Gorongosa (PNG), em agosto último, visando a consolidação do projeto “Produção sustentável de café no PNG em sistema agroflorestal integrado no contexto da deflorestação, alterações climáticas e segurança alimentar”. Este Projecto terá a duração de 5 anos e contará com o apoio técnico do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa (ISA/Ulisboa), do Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), e da Administração Nacional de Áreas de Conservação (ANAC). A iniciativa advém do interesse dos governos de Portugal e do Brasil em adensarem a sua cooperação técnica, a qual se materializou com a assinatura de Memorando de Entendimento entre o CICL e a ABC, sobre Cooperação Técnica para o Desenvolvimento em Benefício de Terceiros Países, assinado a 1 de Novembro de 2016. Fonte: https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=692818717576227&id=203752863149484

VC4A Startup Academy: Ferramentas de aprendizagem para empreendedores africanos

A VC4A Startup Academy, disponibiliza acesso direto a recursos utilizados por empresários e investidores de sucesso que trabalham em toda a África. Os empreendedores podem levar os seus negócios ao próximo nível, ao aprender sobre os últimos conhecimentos, transferindo ferramentas e recebendo conselhos de 35 especialistas ativos no ecossistema africano emergente . Para ter acesso aos materiais de aprendizagem de forma gratuita vá a: https://academy.vc4a.com/

VC4A Startup Academy: Learning resource for Africa’s rockstar entrepreneurs

A organização VC4A lançou o programa "VC4A Startup Academy". Um curso on-line para a próxima geração de fundadores de startups e que pretende elevar os negócios ao próximo nível. Neste curso, os formandos, irão perceber o que é o empreendedorismo e ficar a conhecer as últimas tendências do emergente ecossistema de empreendedorismo africano, terão ainda a oportunidade de ouvir os conselhos de 35 especialistas deste ecossistema. Mais informações: https://academy.vc4a.com/

PMA e Parceiros iniciam o novo plano estratégico para combater a fome em Moçambique

O Programa Mundial para a Alimentação das Nações Unidas (PMA) lançou seu Plano Estratégico do País (PEP) de cinco anos para Moçambique. O plano destina-se a garantir que as pessoas tenham acesso a alimentos nutritivos, e ajudar que se tornem mais resilientes aos choques climáticos a que Moçambique é cada vez mais propenso. O PEP para Moçambique – que representa uma série de novos planos estratégicos iniciados pelo PMA em vários países do mundo - está alinhado com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para o ano 2030, para transformar o planeta em um lugar livre de pobreza e desigualdade. Produto de dois anos de consultas a nível nacional, o PEP apoia plenamente as principais prioridades nacionais de desenvolvimento de Moçambique, incluindo o Plano Quinquenal do governo 2015-19. "Este Plano Estratégico é um marco importante para o país", disse Karin Manente, Directora Nacional do PMA em Moçambique. "Ele estabelece os passos necessários para que o PMA trabalhe com o Governo e outros parceiros para enfrentar os principais desafios à segurança alimentar e nutricional em Moçambique." Além de garantir que as pessoas vulneráveis possam atender às suas necessidades alimentares e nutricionais, mesmo em tempos de crise, o PEP concentra-se na erradicação da desnutrição crónica entre as crianças em áreas de insegurança alimentar e na melhoria dos meios de subsistência dos pequenos agricultores. Apesar de Moçambique ter alcançado o seu Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir para metade o número de pessoas com fome no país, quase um quarto da população enfrenta insegurança alimentar crónica ou desnutrição. O país continua a ser um dos mais propensos a desastres do mundo - altamente vulnerável a eventos climáticos extremos que destroem as infra-estruturas e restringem o crescimento económico, prejudicando os esforços de erradicar a pobreza e a fome. Ao mesmo tempo que mantém uma forte capacidade de assistência humanitária, o novo plano do PMA concentra-se no apoio a esforços de fortalecimento da resiliência a longo prazo, bem como no fortalecimento de parcerias, sistemas e instituições nacionais necessários para atingir os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, em particular o ODS 2 (Fome Zero) até 2030. O Plano Estratégico do País para Moçambique, orçado em US $ 167 milhões, foi aprovado e entrou em vigor em Julho deste ano. Fonte: https://www.africa-newsroom.com/press/pma-e-parceiros-iniciam-o-novo-plano-estrategico-para-combater-a-fome-em-mocambique?lang=pt

Moçambique prepara expansão de projeto de desenvolvimento rural

O projeto Sustenta de desenvolvimento rural em Moçambique deverá expandir-se ainda este ano à província de Niassa, no norte do país, anunciou fonte estatal. Dois organismos internacionais já manifestaram disponibilidade em financiar o crescimento daquele programa de apoio, referiu Olegário Mbanze, diretor nacional de Desenvolvimento Rural, citado hoje pelo diário moçambicano Notícias. O anúncio surge no dia em que 42 pequenos agricultores com vertente comercial da província de Nampula subscrevem na capital provincial contratos de financiamento e de negociação da produção da próxima campanha agrícola. O Sustenta abrange projetos de pequenos produtores em dez distritos das províncias de Nampula e Zambézia e prevê-se que passe também a beneficiar Cuamba e Mecanhelas, no Niassa. Segundo o dirigente, a ambição passa por fazer com que a iniciativa abranja todo o país. O programa Sustenta foi lançado em fevereiro pelo presidente moçambicano, Filipe Nyusi, com um apoio de 16 mil milhões de meticais (216 milhões de euros) do Banco Mundial. Como forma de resistir aos altos índices de pobreza e à desnutrição crónica, a maior parte da população moçambicana, que vive em zonas rurais, recorre à agricultura de subsistência como único meio de sobrevivência. O Governo moçambicano, que definiu a agricultura como uma prioridade da economia moçambicana, tem apontado a industrialização do setor e aposta na comercialização como um dos seus principais desafios. Fonte: http://24.sapo.pt/, 8/09/2017 http://24.sapo.pt/noticias/internacional/artigo/mocambique-prepara-expansao-de-projeto-de-desenvolvimento-rural_22901946.html

FAO promove Seminário Nacional sobre Caracterização e Cadastro da Agricultura Familiar (AF) em Moçambique

O Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar através da Direcção Nacional de Extensão Agrária, a Agência de Cooperação Brasileira (ABC) e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) realizam esta quarta-feira (13 de Setembro) a abertura do "Seminário Nacional sobre Caracterização e Cadastro da Agricultura Familiar (AF) em Moçambique”, a ter lugar no Hotel Avenida, pelas 14:30h. Este seminário, com a duração de dois dias, realiza-se no âmbito do Projecto de Cooperação Sul-Sul “Intercâmbio de experiências e diálogos sobre políticas públicas para a agricultura familiar em África”, em parceria com o Governo de Moçambique e do Brasil que, visa fornecer subsídios para a caracterização da agricultura familiar nos países da CPLP. Através deste encontro pretende-se subsidiar a formulação de estratégias de institucionalização de programas e políticas nacionais voltadas à identificação e ao apoio à agricultura familiar em diálogo com governo, comunidade acadêmica e sociedade civil nestes países. Fonte: https://www.africa-newsroom.com/press/fao-promove-seminario-nacional-sobre-caracterizacao-e-cadastro-da-agricultura-familiar-af-em-mocambique?lang=pt

Promover a inovação nos sectores agrícola, alimentar e florestal em Moçambique: A importância de uma rede de partilha de conhecimento e tecnologia

A elaboração do presente documento teve como objetivo a realização de um levantamento e caracterização inicial da situação atual da agricultura e desenvolvimento rural em Moçambique. Este levantamento foi realizado de um ponto de vista científico e tecnológico, abrangendo tanto o sector público como o sector privado. Esta caracterização é essencial para o desenvolvimento de propostas de diretrizes para a promoção da inovação nos sectores agrícola, alimentar, florestal e ambiental, nomeadamente no que se refere à criação de uma rede nacional de partilha de conhecimento e tecnologia em Moçambique. O processo de levantamento e caracterização dos sectores agrícola, alimentar e florestal foi realizado através de: - Contacto com universidades e instituições relevantes quer para os sectores agrícola, alimentar e florestal quer para a inovação; - Recurso a artigos científicos, documentos oficiais e informações disponíveis online. Em alguns casos não foi possível confirmar as informações obtidas através das páginas Web oficiais das instituições, pelo que algumas delas podem encontrar-se desatualizadas. Pode fazer o download do documento em anexo ou consultar o ebook em: https://issuu.com/inovisa/docs/skan_cplp_mz

AgDevCo investe 1,5M US $ em plantação moçambicana de banana

A AgDevCo juntou-se à Nika, um grupo de investidores moçambicanos experientes, para reabilitar uma plantação de banana com a intenção de aumentar a área e os rendimentos. A produção será vendida no mercado local e exportada para a África do Sul. A AgDevCo financiará despesas de capital, incluindo irrigação, e custos operacionais relacionados com o plano de desenvolvimento. Este investimento irá contribui construir uma das únicas produções de bananas gerida por moçambicanos no país. A Nika tem planos para criar mais agronegócios e para promover investimentos locais no sector. Fonte: http://www.agdevco.com/news/50/30/AgDevCo-invests-in-a-rehabilitated-Mozambican-owned-banana-plantation-with-1.5m.html

I Jornadas do Galo de Barcelos
  14 Out

A Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica, em conjunto com a Confraria Gastronómica o Galo, vai realizar as I Jornadas do Galo de Barcelos, que terão lugar no próximo dia 14 de Outubro, na Expo Barcelos (13 a 15 de Outubro). Mais novidades em breve, fique atento ao nosso site (www.apez.pt).

I Congresso Internacional de Nutrição e Alimentação de Animais de Companhia
  27 Out

A Nutrição e Alimentação de Animais de Companhia é uma área cada vez mais desafiante em resultado do aumento da importância social e económica destes animais. Cabe aos diversos profissionais, independentemente da sua área de ação, procurar a informação que lhes permita dar resposta aos seus desafios profissionais, da forma mais atual e científica possível. No sentido de dar um primeiro contributo a APEZ, em colaboração com a UTAD, propôs-se reunir um conjunto de especialistas de reconhecido mérito internacional, para que, de forma independente e baseada em evidência científica, pudessem partilhar connosco os seus conhecimentos e os seus pontos de vista. Deste esforço nasce o I Congresso Internacional de Nutrição e Alimentação de Animais de Companhia, dias 27 e 28 de Outubro, em Vila Real, para o qual temos a honra e o prazer de o poder convidar. Saiba mais em www.petfeeding.apez.pt

ThirdEye: Drones para apoiar os agricultores na tomada de decisão

O projeto Third Eye apoia os agricultores moçambicanos na sua tomada de decisão relativamente à gestão de fazendas e culturas, através da criação de uma uma rede de operadores de drones. Esses operadores estão não só equipados com drones, mas também com ferramentas que permitem analisar a imagem obtida. Este projeto é a primeira experiência realizada num país em desenvolvimento, a fornecer informações regulares utilizando drones. No final do projeto (2017), prevê-se que 8 mil agricultores utilizem estes serviços, o rendimento dos agricultores seja aumentado em pelo menos 10% e os agricultores melhorarem suas práticas de irrigação. Fonte: http://www.thirdeyewater.com/

East and Southern Africa Fertilizer Agribusiness Conference (ESAFA)
  09 Out

A ESAFA é fruto da parceria entre a CRU Events e a African Fertilizer and Agribusiness Partnership (AFAP) e oferece a oportunidade de networking ​​com decisores séniores de importantes compradores e fabricantes de fertilizantes. Durante três dias, haverá uma série de sessões que têm como objectivo demonstrar como a criação de parcerias, investimento e inovação podem impulsionar o comércio de fertilizantes e permitir que o agronegócio floresça nesta região. Saiba mais em: https://events.crugroup.com/eastafrica/home

3ª Conferência Internacional – Cooperação Agroalimentar para a Inovação (CICAI)
  06 Set

A decorrer no dia 6 de setembro de 2017, no Porto, a 3ª Conferencia Internacional – Cooperação Agroalimentar para a Inovação (CICAI) da PortugalFoods promete ser um espaço de networking e reflexão sobre o paradigma da cooperação multistakeholders. É objetivo da 3ªCICAI sensibilizar o setor para a inovação colaborativa, ambicionando um sistema mais coeso, ativo e aberto a todos os parceiros. A Conferência contará ainda com a Cerimónia de Entrega de Prémios do Ecotrophelia Portugal 2017, uma competição de eco-inovação para estudantes cuja edição europeia contará pela primeira vez com uma representação nacional. Durante a Conferência estarão expostos os 11 produtos finalistas desenvolvidos no âmbito da competição. A 3ªCICAI é especialmente dirigida a profissionais do setor agroalimentar do tecido empresarial e académico. Fonte: http://www.portugalfoods.org/eventos/cicai

Cabo Verde lança projeto de "Adaptação da Agricultura Familiar às Mudanças Climáticas”

O Projeto “Adaptação da Agricultura Familiar às Mudanças Climáticas”, a ser implementado pelo Programa de Promoção de Oportunidades Socioeconómicas Rurais (POSER), foi oficialmente lançado nesta segunda-feira, 21 de agosto, na cidade da Praia, na presença dos representantes do FIDA e dos Ministros da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, da Saúde e Segurança Social, Arlindo Do Rosário e da Educação, Família e Inclusão Social, Maritza Rozabal. Este projeto, com a duração de quatro anos, surge da necessidade de se fazer face aos desafios inerentes às mudanças climáticas e intervirá em 10 localidades/bacias hidrográficas nas ilhas do Fogo, Santiago, São Nicolau e a Brava, beneficiando aproximadamente 6 075 pessoas. Os principais eixos de intervenção serão na utilização de águas superficiais disponíveis nas barragens, na mobilização de águas subterrâneas a partir de furos já existentes, mas não equipados e na redução do custo de bombagem com a substituição do sistema de alimentação elétrica para utilização de energia fotovoltaico. Fonte: http://governo.cv/index.php/destaques/8220-governo-lanca-projeto-adaptacao-da-agricultura-familiar-as-mudancas-climaticas

Design Thinking Experience - Lisboa
  20 Set

Este é um programa imersivo de 3 dias que vai permitir uma grande compreensão sobre os princípios do design thinking, as principais ferramentas e metodologias para a sua aplicação. O foco deste curso é totalmente “hand on”. Aprender fazendo! Através de dois projetos reais de inovação, os participantes irão aprender como o design thinking permite encontrar soluções para os desafios identificados, partindo das pessoas para as quais se pretende gerar impacto. O que torna esta abordagem centrada no ser humano. O objetivo do curso é capacitar os participantes com uma visão ampla de como as inovações acontecem, inspirando-os e capacitando-os para a promoção de transformações positivas e relevantes nos seus contextos pessoais e/ou profissionais. Mais informações: http://escoladesignthinking.echos.cc/cursos/design-thinking-experience-portugal/

Workshop "Fatores Críticos na Rentabilidade do Pinheiro Bravo" Castelo Branco | Biblioteca Municipal |11 de setembro
  11 Set

A UNAC - União da Floresta Mediterrânica vai realizar, no próximo dia 11 de setembro em Castelo Branco, na Biblioteca Municipal o Workshop "Fatores Críticos na Rentabilidade do Pinheiro Bravo". Enquadrado num ciclo de transferência de conhecimento "+ Conhecimento/ha", que visa a partilha de inovação e a incorporação de práticas de gestão mais adequadas, este workshop abordará a silvicultura do pinheiro bravo, sensibilizando os produtores florestais para alguns fatores críticos essenciais à sua rentabilidade, promovendo esta importante espécie florestal no âmbito do desenvolvimento territorial das regiões rurais. Susana Mestre (AFLOBEI), Paulo Fernandes da UTAD, António Salgueiro da Resipinus, João Gonçalves (Centro PINUS) e Nuno Calado (UNAC) são os oradores confirmados para este workshop. Veja em anexo o programa detalhado. As inscrições são gratuitas e serão aceites pela ordem de receção, até à capacidade da sala. INSCRIÇÕES: para geral@unac.pt com indicação de nome/entidade/e-mail Mais informações em www.unac.pt ou no 217100014.

Workshop | Promoção da colaboração na Investigação, Tecnologia e Inovação nos Sectores Agrícola, Alimentar e Florestal
  29 Ago

É já no próximo dia 29 de Agosto que terá lugar este Workshop, organizado em parceria com o CITT - Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias do MCTESP, a FAO Moçambique e a INOVISA - Associação para a Inovação e Desenvolvimento Empresarial. Este Workshop tem como principais objectivos: - Partilhar e discutir o documento elaborado “Promover a Inovação nos sectores agrícola, alimentar e florestal em Moçambique: A importância de uma rede de partilha de conhecimento e tecnologia”; - Promover a construção de novas colaborações entre os vários intervenientes que actuam nos sectores agrícola, alimentar e florestal; - Discutir modelos para a implementação de novos projectos e iniciativas de tecnologia, inovação e empreendedorismo em Moçambique. Caso tenha interessa em participar contacte: info@skanplatform.org #WORKSHOPSKAN