Publicações · Recentes

Programa Nôs terra, Agricultura e Ambiente

O Programa Nôs terra, Agricultura e Ambiente, é um programa televisivo que fala sobre vários temas dos setores agrícola e ambiental em Cabo Verde. O Programa é desenvolvido pelo Ministério da Agricultura e Ambiente A 1ª edição foi publicada no passado dia 6 de agosto e focou-se na optimização do efectivo animal durante o período de seca e a preparação da campanha agrícola de 2018/2019. Neste momento segue na 3ª edição do Programa. Para mais informações: https://www.facebook.com/MAA.gov.cv/

Ilha do Sal - Área Protegida da Reserva Natural Ponta de Sinó

Foi aprovado em Conselho de Ministros a Proposta de Decreto-Regulamentar, que altera a delimitação da área protegida da Reserva Natural Ponta de Sinó da ilha do Sal, aprovada pelo Decreto-Regulamentar n.º 5/2015, de 4 de junho. Esta reserva corresponde a uma área, que abarca parte do extremo Sul-ocidental da ilha do Sal, desde a Ponta do Sinó até á Baía do Algodoeiro, a Sul da ribeira com o mesmo nome. Fonte da Informação: https://www.facebook.com/MAA.gov.cv/posts/1892541037472441:0

Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola financia novo projecto em Moçambique

O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) vai financiar, com 62.1 milhões de dólares norte-americanos, um projecto de empoderamento financeiro de 288 mil moçambicanos envolvidos na agricultura, pesca e desenvolvimento de micro-pequenas e médias empresas rurais no país. A Porta-voz do GOVERNO, Ana Comoana, disse que os cidadãos abrangidos vão receber apoio financeiro através de uma linha de crédito para o desenvolvimento de Actividades nas áreas seleccionadas. O projecto empreendimento Rural não é a primeira iniciativa visando a capitalizar as comunidades rurais do país, tendo havido outros programas que fracassaram por razões diversas, com destaque para a falta de reembolso dos créditos. Reagindo a esta situação, Ana Comoana, disse que o factor diferenciador deste programa é o facto de incluir capacitação e apoio técnico aos beneficiários, significando que, além de financiar prevê potenciar as comunidades em habilidades para uma melhor gestão dos fundos alocados. O FIDA financia diversos programas ligados á agricultura e pescas no país desde a década de 1980. Actuamente, a instituição tem fundos em projectos de pesca na província de Sofala, bem como está igualmente envolvido no projecto PROSUL, que tem como objectivo desenvolver a cadeia de valor de hortícolas e carnes vermelhas na região sul do país. Fonte: http://www.masa.gov.mz/projecto-vai-emponderar-cidadaos-de-zonas-rurais/

Sensibilização sobre o uso de Pesticidas

Cerca de 180 produtores de hortícolas da união das Associações da ACRIVERDES no Vale do Infulene, Distrito da Matola foram recentemente sensibilizados sobre o uso adequado de pesticidas. O encontro teve lugar no dia 1 de Agosto, enquadrado no trabalho de rotina dos Serviços de Extensão Agrária, com vista a transmitir conhecimentos e sensibilizar os produtores sobre o uso e manuseio adequado dos pesticidas, o uso de boas práticas agrícolas e outras. Estiveram presentes técnicos do MASA /DINAS – Departamento de Sanidade Vegetal, técnicos da Direcção Provincial da Agricultura e Segurança Alimentar de Maputo e técnicos do Serviço Distrital de Actividades Económicas da Matola. A Engᵃ Carla Albino, Chefe do Departamento da Agricultura e Silvicultura na DPASA-Maputo, explicou aos produtores como usar e manusear correctamente os pesticidas, a necessidade de se respeitar estritamente os intervalos de segurança, a eliminação das embalagens de pesticidas vazias, bem como o uso de boas práticas para produção de hortícolas de qualidade. Os técnicos do Departamento de Sanidade Vegetal realçaram a necessidade de observar o tipo de rótulo como alerta ao nível de toxicidade do pesticida, aconselhando-os a adquirir o pesticida com o nível de toxicidade baixo (rótulo com barra verde), demonstração através de cartazes das boas práticas do uso e manuseio de Pesticidas, quando fazer as pulverizações, o alerta ao não uso de mão-de-obra menores para este tipo de trabalho e outras. Os produtores agradeceram e louvaram o trabalho feito pelos técnicos, e prometeram aplicar os conhecimentos adquiridos. Adicionalmente, apelou-se ao Governo no sentido de o mais breve possível se pronunciar sobre os resultados das amostras colhidas no Posto Administrativo de Infulene, pois como reacção ao impacto nos mídia que teve uma suspeita de intoxicação alimentar de 28 pessoas causada pela suposta ingestão de couve contaminada com resíduos tóxicos nocivos a saúde humana, a comercialização de hortícolas encontra-se comprometida. Fonte: http://www.masa.gov.mz/camponeses-do-vale-do-infulene-sensibilizados-sobre-o-uso-de-pesticidas/

Terceira convocatória: damos-lhe uma ajuda!

A terceira convocatória de projetos abrirá no próximo dia 3 de setembro de 2018 para três prioridades temáticas: EIXO 2 - Competitividade das PME: Fomentar a competitividade e a internacionalização das PME do Sudoeste Europeu; EIXO 3 – Economia baixa em carbono: contribuir para uma maior eficiência das políticas em matéria de eficiência energética; e EIXO 4- Luta contra a alteração climática: Prevenir e gerir os riscos de maneira mais eficaz. Para ajudar os candidatos a preparar a sua candidatura, as Autoridades Nacionais e o Secretariado Conjunto organizarão outras duas sessões de “60 minutos com Sudoe”, um encontro online de uma hora durante o qual os candidatos podem colocar todas as suas dúvidas. O primeiro dos webinários previsto por cada idioma estará especialmente dedicado à apresentação da proposta de projeto em eSudoe. O calendário fixado é o seguinte: Quarta-feira 12h00-13h00 (UTC+2): espanhol Quarta-feira 15h30-16h30 (UTC+2): português (ou seja, 14h30-15h30 para Portugal) Quinta-feira 11h00-12h00 (UTC+2): francês As sessões realizar-se-ão nas duas primeiras semanas de setembro. Mais info em: http://www.interreg-sudoe.eu/prt/projetos/terceira-convocatoria Se deseja colocar as suas questões ao Secretariado Conjunto, inscreva-se nos seguintes links. A inscrição é válida para todas as sessões organizadas no mesmo idioma. Sessões em espanhol (05/09, 12/09): https://attendee.gotowebinar.com/register/8401948182924753667 Sessões em francês (06/09, 13/09): https://attendee.gotowebinar.com/register/5495937851201201155 Sessões em português (05/09, 12/09): https://attendee.gotowebinar.com/register/9088180877610311939 Para qualquer outro assunto, não hesite em contactar o Secretariado Conjunto!

Simpósio Internacional sobre Inovação Agrícola na Agricultura Familiar

A Food and Agriculture Organization (FAO), em parceria com a Agrinatura e outras organizações internacionais tais como o IFAD, o CGIAR e a Tropical Agriculture Platform (TAP), está a organizar um simpósio intitulado "International Symposium on Agricultural Innovation for Family Farmers: Unlocking the potential of agricultural innovation to achieve the Sustainable Development Goals". O simpósio terá lugar entre 21 e 23 de Novembro de 2018 em Roma, Itália. As inscrições estão abertas até ao dia 31 de Agosto, através do registo no seguinte link (onde também poderá obter mais informações sobre o evento): http://www.fao.org/about/meetings/agricultural-innovation-family-farmers-symposium/en/ NOTA: após o registo, deverá reencaminhar o e-mail de resposta automática para a FAO.

Boavista acolhe formação em “Procedimentos de vistoria a estabelecimentos de comércio alimentar”

Dos dias 17 a 19 de julho de 2018 realizou-se a formação em “Procedimentos de vistoria a estabelecimentos de comércio alimentar” e decorreu na Câmara Municipal da Boavista. O público-alvo da formação eram: os profissionais das autoridades locais envolvidos nos processos de vistoria, licenciamento e fiscalização da Câmara Municipal, Delegacia de Saúde e Delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA). O intuito era fornecer aos fiscais conhecimentos complementares em auditoria, licenciamento e segurança sanitária de alimentos, essenciais para a melhoria contínua e tendo em conta a legislação em vigor. Saliente-se que no início do mês de julho, de 02 a 04, a ilha do Fogo também acolheu esta Formação, que teve lugar na Câmara Municipal de Santa Catarina e contou com a participação de profissionais das Autoridades Competentes dos Concelhos de Mosteiros, Santa Catarina e São Filipe. De recordar que a ação de formação também foi realizada nas ilhas de Santiago, Santo Antão, São Vicente e Sal, prevendo-se contemplar todos os concelhos do país. A ação de formação decorre no quadro das visitas efetuadas pela ARFA, desde janeiro de 2018, às Autoridades Competentes locais de cada concelho do país. Para mais informações: https://www.arfa.cv/index.php/noticias/1336-boavista-acolhe-formacao-em-procedimentos-de-vistoria-a-estabelecimentos-de-comercio-alimentar

6th International Conference on Organic Agriculture Sciences
  07 Nov

A conferência ICOAS reúne cientistas, consultores, empresários, decisores políticos, associações, organizações não-governamentais e outras partes interessadas em participar e discutir os mais recentes resultados de pesquisas e desenvolvimentos na agricultura orgânica nos países da Europa Central e Oriental. A ICOAS promove parcerias entre os stakeholders na Europa Central e Oriental e contribui ativamente para a promoção de inovação na agricultura biológica. Mais informações em: http://icoas2018.org/

6º Fórum Brasil África

22 e 23 de Novembro de 2018 Salvador, Bahia Mais notavelmente, há um novo e forte impulso para incluir e promover a participação da juventude em uma ampla gama de diálogos sobre políticas e desenvolvimento e iniciativas para assegurar que as perspectivas dos jovens sejam abordadas nesses processos e levadas em conta para a sua implementação. Informações e inscrições: https://forumbrazilafrica.com/br/

Young African Entrepreneurs Competition 2018

O Regional Universities Forum for Capacity Building in Agriculture (RUFORUM) está a promover uma competição para jovens empreendedores africanos (com menos de 40 anos) mostrarem as suas inovações empresariais em agronegócio na Conferência Bienal do RUFORUM, em outubro de 2018. Embora o foco da competição seja o agronegócio, serão também consideradas inovações de negócios noutros sectores (por exemplo, recursos naturais, meteorologia, urbanização, economia verde, etc.). Os vencedores terão as despesas pagas para viajar para a conferência em Nairobi, no Quénia, e um prémio em dinheiro. As inscrições deverão ser enviadas em inglês ou francês até 31 de agosto de 2018. Mais informações em: http://www.ruforum.org/younginnovators/sites/default/files/2018_Call-for-RUYAEC.pdf

Atividades do Projeto PERVEMAC II

Cabo Verde marcou presença com 2 representantes de cada uma das seguintes entidades parceiras do projeto: ARFA, DGASP, INSP e INIDA. O evento teve como tema o tema “Agricultura Sustentável e Segurança Alimentar na Macaronésia” e incluiu a realização reuniões de balanço e de planificação, formações e visitas técnicas. Os diversos parceiros do projeto tiveram a oportunidade de apresentar e debater os primeiros resultados das análises de resíduos de pesticidas, micotoxinas e metais pesados em frutas e produtos hortícolas, cereais e vinho, das amostras colhidas do terceiro trimestre de 2017 ao primeiro trimestre de 2018, em Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde. Para mais informações:https: //www.arfa.cv/index.php/noticias/1323-pervemac-acores

Porto Novo - Projeto de Agricultura Integrada

O projecto localiza-se nos arredores da cidade de Porto Novo e é co-financiado pelo Ministério da Agricultura e Ambiente, através do Programa de Promoção de Oportunidades Socioeconómicas rurais (Poser), e tem como principal parceiro a edilidade porto-novense. As famílias, contempladas com parcelas de terras no quadro do projecto sobre agricultura moderna integrada do Porto Novo, Santo Antão, preparam-se para proceder às primeiras colheitas. Os beneficiários têm à sua disposição um furo equipado com sistema fotovoltaico, um reservatório de 50 toneladas e um sistema de rega gota a gota, procederam às sementeiras há dois meses. O projecto enquadra-se ainda no programa sobre a agricultura urbana e periurbana em Cabo Verde, financiado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em cerca de 265 mil dólares. Para mais informações: http://www.inforpress.publ.cv/porto-novo-familias-preparam-se-para-primeiras-colheitas-do-projecto-sobre-agricultura-integrada/

Parque Nacional das Quirimbas declarada Reserva Mundial da Biosfera

O Parque Nacional das Quirimbas foi declarado, no dia 25 do presente mês, Reserva Mundial da Biosfera, durante a Trigésima Sessão do Conselho Coordenador do Programa “Homem e a Biosfera”. O estatuto de Reserva Mundial da Biosfera é atribuído pelo Programa “Homem e Biosfera” (Man and Biosphere – MAB) da UNESCO a certas áreas protegidas. Esse estatuto é concedido a áreas protegidas que cobrem porções de ecossistemas terrestres ou costeiros e que cumprem certos requisitos, como buscar meios de conciliar a conservação e o seu uso sustentável dos elementos da biosfera, particularmente a diversidade biológica. De referir que todas as zonas declaradas Reservas da Biosfera passam a pertencer a uma rede mundial, denominada REDE MUNDIAL DE RESERVAS DA BIOSFERA, sendo que, globalmente existem 681 Reservas em 122 países. Entre as vantagens de pertencer a Rede Mundial de Reservas da Biosfera, para o país, podem ser enumeradas: o reconhecimento internacional, a valorização dos produtos locais, maior cooperação e projecção, o reforço da imagem como pólo de atracção turística, o potencial para o aumento de investimentos e a troca de experiências, soluções e informação com as outras Reservas da Rede Mundial.

IV Exposição Multimédia sobre a Biodiversidade de Moçambique

Irá decorrer, de 3 a 12 de Agosto, em Inhambane, a quarta Exposição Multimédia sobre a Conservação, organizada pela BIOFUND, no âmbito da sua estratégia de promover a consolidação de um ambiente favorável à conservação em Moçambique. Este evento tem como objectivo a partilha de informação e conhecimento da importância e necessidade de conservar a biodiversidade do país, dando particular ênfase às riquezas, aos riscos e desafios existentes na província de Inhambane, identificando e envolvendo parceiros e beneficiários de diferentes áreas de acção. Esta iniciativa conta com o apoio do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), do Governo da Província de Inhambane, da Universidade Pedagógica (UP), da Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE/A Politécnica)da Fundação Universidade Pedagógica (FUP) e da Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), entre outros. A província de Inhambane apresenta uma grande biodiversidade e, ao mesmo tempo, grandes desafios para garantir um desenvolvimento sustentável na zona Sul do País. Inhambane é também a província que possui o maior número de Áreas de Conservação do País, nomeadamente a Reserva Nacional do Pomene, o Parque Nacional do Arquipélago do Bazaruto, a Zona de Protecção Total de Cabo São Sebastião e o Parque Nacional do Zinave, das quais as últimas 3 são beneficiários do apoio da BIOFUND. A principal actividade do evento é uma exposição interactiva de biodiversidade que inclui mais de 80 painéis ilustrativos de habitats e espécies do norte ao sul do país, assim como tópicos específicos de Inhambane, num percurso explicativo conduzido por guias especialmente treinados para o efeito. Haverá ainda uma feira com stands de projectos em Inhambane, a realização de palestras, seminários, mini-cursos, exibição de filmes e a realização de jogos educacionais com o objectivo de sensibilizar as novas gerações para questões ambientais e suscitar o seu interesse pela natureza. Este ano haverá ainda um roteiro pela cidade de Inhambane com actividades complementares, como observação de aves, exposições de fotografia, exibição de filmes, entre outras, a acontecer um pouco por toda a cidade. O evento é aberto ao público. Mais informações poderão ser obtidas através do seguinte link: http://www.biofund.org.mz/exposicao-muitimedia-sobre-a-biodiversidade-inhambane/

Mobilização de Água para Agricultura em Porto Novo

Joel Barros, o delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente no Porto Novo, referiu que estão definidas as acções prioritárias a serem executadas, incluindo além de mobilização de água, também a construção de diques e correcção torrencial. São projectos que serão financiados por recursos disponibilizados através do Orçamento do Estado em 2019 e pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, através do Poser (programa de promoção das actividades socio-económicas rurais), em execução em Santo Antão, desde 2014. O reordenamento das bacias hidrográficas da Ribeira das Patas, Jorge Luís/Ribeira da Cruz (Porto Novo) e Garça (Ribeira Grande) exigirá, até 2035, financiamentos na ordem dos 44 milhões de dólares (mais de quatro milhões de contos). Para mais informações: http://www.inforpress.publ.cv/porto-novo-bacias-hidrograficas-mobilizacao-de-agua-para-agricultura-vai-ser-uma-das-apostas-maa/

Director-Geral da FAO pede aos países lusófonos a manter a luta contra a fome e a má nutrição ao mais alto nível da agenda política

Durante a Cimeira da CPLP decorrida na semana passada na ilha do Sal em Cabo Verde, Graziano da Silva, Director-Geral da FAO, pediu aos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para manterem a luta contra a fome e a má nutrição ao mais alto nível das agendas políticas nacionais. Na sua intervenção acrescentou, ainda, que é necessário promover uma melhor adaptação dos sectores agrícolas ao impacto das alterações climáticas, que afecta particularmente os agricultores familiares. Será importante Impulsionar os Conselhos Nacionais de Segurança Alimentar e Nutricional sendo que sete dos 9 países da CPLP já têm os seus Conselhos, e apelou para que as reuniões regulares sejam realizadas sempre à margem da Cimeira de Chefes de Estado e de Governo. Para mais informações: http://www.fao.org/news/story/pt/item/1145805/icode/

Reflexão sobre a Bio-segurança dos OGMs em Moçambique

Teve lugar em Maputo, de 11 a 12 de Julho, o Seminário de Reflexão sobre a Implementação do Regulamento de Bio-segurança relativa à Gestão de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) em Moçambique, evento que teve como intuito divulgar as atividades envolvendo organismos geneticamente modificados em Moçambique; partilhar os resultados preliminares da experiência de uso de OGMs em Moçambique e colher contribuições para um contínuo melhoramento do quadro regulamentar de Biossegurança no país. No discurso de abertura do evento, o Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Jorge Nhambiu, avançou que a Biotecnologia constitui uma área de grande potencial para a resolução de vários desafios da sociedade moderna e das comunidades rurais: a tolerância ao défice hídrico, a tolerância a herbicidas, a resistência a insectos e vírus e o incremento do valor nutricional das culturas agrícolas, fazem parte de um grande leque de soluções que podem ser trazidas pela aplicação da Biotecnologia e, especialmente, da Engenharia Genética. Reconhecendo o potencial que a Biotecnologia possui, associado à consciência sobre a necessidade de regulamentação da sua utilização, Moçambique havia ractificado, através da Resolução nº 11/2001, de 20 de Dezembro, o Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança à Convenção sobre a Diversidade Biológica e, por conseguinte, aprovara o Regulamento de Biossegurança relativa à Gestão de OGMs. A realização deste Seminário contribuiu para avaliar o grau de implementação do supracitado instrumento jurídico, bem como apoiar na identificação de pontos fracos e fortes e, possibilitar a sua adequação ao estadio actual de desenvolvimento científico nacional. Nhambiu explicou que a Biotecnologia Moderna e Biossegurança são matérias que requerem uma interacção participativa de vários intervenientes como as Instituições de Pesquisa, Instituições de Ensino Superior, organizações não-governamentais, as organizações de base comunitária e a sociedade em geral. O dirigente apelou ainda para a reflexão sobre como interagir para aplicar o Regulamento de Biossegurança relativa à Gestão de OGMs como um instrumento de transformação social e económica. Participaram no evento as instituições com interesse na biossegurança, com destaque para os parceiros da Agência da NEPAD/Rede Africana de Especialistas de Biossegurança (ABNE); Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar; Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural; Ministério da Industria e Comercio; Ministério das Pescas, Mar e Águas Interiores; Instituições de investigação; Instituições de Ensino Superior; Associação de Defesa de Consumidores; entre outras. Fonte: http://www.mctestp.gov.mz/?q=content/mctestp-promove-reflex%C3%A3o-sobre-o-estabelecimento-do-regulamento-sobre-ogms

FAO e Cabo Verde - Acordo para “Reforço de Resiliência Agro-pastoril da ilha de Santiago”

O projecto “Reforço de Resiliência Agro-pastoril da ilha de Santiago”, tem o objetivo de aumentar a resiliência das populações vulneráveis, através do reforço das suas capacidades de antecipação e de gestão dos riscos que ameaçam a segurança alimentar e nutricional a nível comunitário e nacional. Desta forma vai-se permitir a implementação de um sistema de crédito rotativo para os pequenos produtores beneficiarem de financiamento. Para mais informações: http://www.inforpress.publ.cv/fao-e-cabo-verde-assinam-acordo-para-reforco-de-resiliencia-agro-pastoril-da-ilha-de-santiago/

Lançamento do ciclo de candidaturas ao Programa Start Up Jovem 2018

Ontem na cidade da Praia decorreu o Lançamento do ciclo de candidaturas ao Programa Start Up Jovem 2018 que contou com presença do Presidente da Proempresa e do Secretário de Estado da Inovação. O Programa, de âmbito nacional, visa promover o empreendedorismo através da criação de novas empresas promovendo a geração de emprego focado nos jovens e facilitando o acesso a financiamento. Para mais informações: https://expressodasilhas.cv/economia/2018/07/12/start-up-jovem-com-novidades/59047 http://www.proempresa.cv/index.php/promocao-empresarial/startup-jovem

Cimeira de Cabo Verde consolida Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP

A reunião terá a intenção de consolidar a Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP (ESAN) e vai realizar-se em Santa Maria, na Ilha do Sal, em Cabo Verde. Estarão reunidos diversos atores em matéria de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), nomeadamente, autoridades de alto nível dos Governos, parlamentares, autoridades locais, organizações da sociedade civil, representantes do setor privado e pesquisadores/investigadores de todos os Estados membros da CPLP. O evento será antecedido por reuniões técnicas que se vão realizar entre os dias 12 e 15 de julho, onde serão abordados vários assuntos sobre Segurança Alimental e Nutricional, nomeadamente, o “Fórum de Soberania Alimentar das Organizações da Sociedade Civil”, o “Fórum sobre o papel do Sector Privado no desenvolvimento da CPLP”, as reuniões dos Grupos de Trabalho sobre Agricultura Familiar e sobre Nutrição e Sistemas Alimentares e, ainda, um evento paralelo sobre Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial. Durante a reunião do dia 16 será entregue a responsabilidade da presidência do CONSAN a Cabo Verde para os próximos dois anos, ao ministro Gilberto Silva, enquanto responsável pelo sector. O CONSAN visa promover a inter-sectorialidade e a participação social na coordenação de políticas, legislação e programas de ações para a SAN e, desta forma, contribuir para o combate à fome, malnutrição e pobreza na comunidade, através da concretização progressiva do direito humano à alimentação nos Estados-membros. Para mais informações: https://www.facebook.com/MAA.gov.cv/ https://www.cplp.org/id-4447.aspx?Action=1&NewsId=5832&M=NewsV2&PID=10872