POTENCIAL DA FLOR DO CARDO: DA SUA BIODIVERSIDADE À APTIDÃO TECNOLÓGICA

  pt   0 Publicado a 24/09/2018 às 00:06 por CEBAL · (2)

Início

26 Setembro 2018 13:30

Fim

26 Setembro 2018 17:00

Localização

CADES – Centro de Apoio ao Desenvolvimento Económico de Serpa

Imagem workshop

O uso de extrato de cardo é obrigatório em alguns dos queijos portugueses de ovelha com Denominação de Origem Protegida (DOP). Apesar deste elevado potencial e subsequente interesse económico na fileira da produção de queijo, o efeito da variabilidade da flor permanece pouco estudado. O presente workshop dirigido principalmente ao sector produtivo tem por objetivo apresentar e discutir resultados relativos à utilização da flor do cardo; à correta preservação da flor e das suas propriedades, entre outros aspetos tecnológicos, que podem ser maximizados.

Programa:

14H30 – RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES
15H00 – APRESENTAÇÃO GERAL DO PROJETO VALBIOTECCYNARA- Valorização económica do cardo (Cynara cardunculus) variabilidade natural e suas aplicações biotecnológicas
Fátima Duarte |CEBAL/ICAAM|

15H15 – A DIVERSIDADE MORFOLÓGICA do CARDO no ALENTEJO
Carla Pinto-Cruz e Eliana Machado |ICAAM, U. Évora|

15H30 – A CONSERVAÇÃO da FLOR do CARDO
Patricia Lage |IPBeja|

15H35 – APTIDÃO TECNOLÓGICA do CARDO:
- Propriedades tecnológicas e diversidade da flor de cardo do Alentejo
Pedro Louro |INIAV|
- O exemplo para a produção de queijo DOP de Évora e Serpa
Cristina Pinheiro |ICAAM, U. Évora |
Nuno Alvarenga |INIAV|
João Dias |IPBeja|

16H30 – DISCUSSÃO

16H45 – PROVA de QUEIJOS PRODUZIDOS no ÂMBITO do PROJETO VALBIOTECCYNARA

Participação gratuita mediante inscrição: https://goo.gl/forms/ZBmeWBd9xmIZhGc52

Comentários · (0)

Faça Login para participar na discussão.